Meu tio me comeu contos

Meu tio me comeu escondido e gozou dentro de mim contos eróticos

contos eróticos sexo com tio gostoso

Antes do meu tio começar a morar com a gente, não ficava homem nenhum em casa, e por isso eu ficava a vontade, não dando bola para calcinhas, minha pepeca ficava de fora e livre. Meu tio sempre me corrigia, mas sei que lá no fundo ele adorava me ver daquele jeito. 

As vezes ele passava bastante tempo encarando minha bucetinha antes de reclamar comigo. Ele dizia que eu já estava na hora de agir como mulher e parar de fazer aquelas coisas. Eu discordava sempre e as vezes a gente brigava, a casa não era dele e aquele era meu costume de sempre; ele não poderia chegar na minha casa do nada e tentar me mudar daquele jeito grosseiro. 

O que mais me deixava atordoada era que nem sempre ele agia com tanta brutalidade; principalmente quando estávamos sozinhos. Certa vez ele parou e sentou no braço bem na minha frente, eu estava sem calcinha nesse dia, como sempre, e ele ficou bem com a cara enfiada na minha pepeca puxando assunto. Ao invés dele olhar pra mim enquanto conversava ele olhava direto pra minha xaninha. 

Nesse dia eu vi seu pau crescer pela primeira vez, fez um volumão, uma barraca armada literalmente. Ele colocava o braço pra esconder, mas não adiantava muito.  Não teve outro jeito além dele sair dali com a pica dura. 

Isso começou a martelar na minha cabeça e por isso resolvi tirar a prova dos 9. Eu estava com meu tio na sala assistindo TV, o resto da prole já tinha ido dormir e geral tinha sono pesado, principalmente minha mãe. 

Como sempre estava sem calcinha e me recostei no sofá de um tal jeito que ele de onde estava pudesse ver minha buceta. Fingi que peguei no sono logo em seguida depois dele chegar. Fui abrindo mais as pernas pra ele perceber que eu estava de fato dormindo. Minha pepeca ficou completamente arreganhada esperando a reação do titio. 

Ele se levantou abaixou o som da TV, e veio em minha direção ficou de pertinho apreciando o que eu carregava entre as pernas. Ficou bastante tempo olhando antes de me pegar no colo e me levar para meu quarto. Meu quarto era mais escondido e quando fechava a porta era quase impossível alguém escutar algo de dentro. 

Chegando lá ele me colocou na minha cama de um jeito que minha saia subiu vindo parar nas minhas tetas. Só de sacanagem eu fingi me consertar enquanto dormia e me virei de costas pra ele deixando meu rabo todo exposto pro safado do meu tio. Pelo cantinho do olho eu o vigiava e percebia que ele não tirava o olho de mim, sua pica crescia mais e mais dentro daquele short folgadinho e ele acabou não resistindo. 

Provoquei meu tio até ele finalmente me comer contos eróticos

Eu o vi indo em direção a porta para trancar e desligar a luz, agora no escuro ele se sentia confortável pra fazer o que quisesse comigo e eu poderia finalmente abrir os olhos sem ser percebida. Cada minuto que passava eu ficava mais apreensiva e com mais tesão naquela situação. Eu sentia minha buceta molhada deixando meu melzinho escorrer com vontade. 

Eu mal podia esperar pra saber o que viria a seguir; tive que controlar minha respiração pra ele não perceber que eu estava acordada. Meu coração foi a mil quando vi ele tirando seu short e ficando completamente nú. A escuridão não me permitia ver tudo tão claramente, eu só conseguia enxergar aquela jeba apontada pra cima. Passou mil pensamentos pela minha cabeça, minha pepeca piscava de tesão, mas ao mesmo tempo, fiquei com medo pois seria a primeira vez com meu tio safado. 

Ele se deitou ao meu lado para se certificar que não iria acordar, mal sabia ele que eu tinha planejado exatamente aquilo. Senti ele alisando minhas costas e descendo aquelas mãos ásperas até minha bunda. Com todo carinho o tio encostou no meu rabo a cabeça de sua pica, senti a pontinha do seu pau todo babado. Ele tremia enquanto roçava seu pau em mim, eu sentia que cada vez mais ele abria minha bunda pra sentir meu buraquinho na sua pica. 

Me arreganhei o quanto pude pra facilitar sua vida e senti ele tentando me penetrar. Entrou fácil, eu estava completamente molhada aquela altura. Meu melzinho me lubrificou tanto que minha pepeca fez todo o trabalho de engolir seu pau. Sentia a pica dele me invadindo e fazendo movimentos de vai e vem dentro de mim. 

Seu pau esfomeado não se contentava com o ritmo e a cada estocada enfiava mais rápido e mais forte. Não demorou muito pra ele estar pulando em cima de mim e fazendo minha cama ranger tanto que eu até tive medo de estar ecoando o barulho de sexo pra fora do quarto. Minha preocupação foi indo embora quando senti sua boca chupando meus peitos. 

Aquele excesso de sensações no meu corpo me deixou extasiada e eu gozei antes dele. Gozei baixinho sem me mexer, senti que logo depois do meu gozo um jato de porra quente me invadiu. Gozamos quase que ao mesmo tempo, ainda atolado em mim ele descansou da foda e só tirou o pau de dentro depois de já ter amolecido. 

Percebi ele ligando a tela do celular pra ver sua porra escorrendo da minha pepeca, ele passava o dedo e espalhava pela minha bucetinha. Logo depois ele saiu de perto vestiu sua roupa e saiu do meu quarto. Fiquei ali deitada mesmo e acabei pegando no sono. Essa não foi a última vez que ele me comeu, mas foi a que mais eu gozei. 

By - Contos Eróticos I Sheillaxv


Comentários

Postar um comentário