Meu padrasto flagrou seu amigo me comendo

Meu padrasto me pegou sendo arrombada por seu melhor amigo contos eróticos

contos padrasto safado

Ele chegava na minha casa cedo e esperava meu padrasto voltar da academia, a espera era sempre mais de 30 min, mas ele sempre falava pro meu padrasto que tinha acabado de chegar. E foi assim que ele me seduziu, eles trabalhavam juntos e meu padrasto sempre ia pro serviço junto com ele, nesse meio tempo de espera aqui em casa tudo acabou acontecendo. 

Seu Ed fazia questão de chegar cedo aqui em casa para ficar papeando comigo, eram conversas boas mas sempre acabava com um tom mais sexual e era justamente nesse momento que meu padrasto aparecia em casa. 

Quanto mais a gente conversava mais cedo ele chegava nos dias seguintes, certa vez ele me apareceu aqui quase 1 hora e pouca antes do meu padrasto chegar e foi justamente pouquíssimo tempo depois que ele saiu pra ir a academia. 

Eu sempre oferecia ao seu Ed um copo de suco ou algo pra comer, ele me elogiava dizendo que eu estava pronta pra casar e aquilo fazia eu me sentir cada vez mais mulher. Certa vez, depois de ser super elogiada, ele ficou me perguntando sobre meus namoradinhos e tudo o que a gente já tinha feito, eu tentava fugir do assunto dando respostas curtas, mas ele sempre dava um jeito de começar tudo de novo. 

Nesse dia eu estava sentada no braço do sofá conversando com ele, acabei esquecendo que usava um shortinho muito folgado e dependendo da posição que eu estava dava pra ver minha calcinha. Só me toquei que estava pagando calcinha quando seu Ed fixou seu olhar safado entre minhas pernas. 

No final daquela conversa safada ele se aproximou de mim e me pediu um beijo; eu correspondi, o beijei e senti seus dedos passeando pelo meu corpo. Ele chegou a tocar na minha pepeca quando ouvimos o barulho do portão abrindo; naquela hora eu corri pro meu quarto e só desci quando os dois já tinham saído pro trabalho. 

No dia seguinte seu Ed chegou mais cedo aqui em casa, mais uma vez meu padrasto havia acabado de sair quando ele chegou. Dessa vez ele nem sequer se deu ao trabalho de ir me introduzindo no assunto aos poucos, ele já foi de cara perguntando se eu tinha gostado do nosso beijo, eu respondi que sim e o encarei tentando parecer o mais madura possível. 

Minha resposta foi o suficiente para ele me beijar outra vez, dessa vez ele teria tempo suficiente para me tocar e não ser interrompido pelo meu padrasto. Ele me colocou sentada em cima do seu colo enquanto me beijava, cada pedacinho de mim tava sendo marcado por um chupão dele, ele mamava meus peitos e mordia os biquinhos com força. 

Senti seu pau crescer em baixo de mim até que ele não se aguentou e colocou aquilo pra fora. Me recusei a segurar sua pica, mas isso não durou por muito tempo, seu pau estava pulsando e eu tava morrendo de vontade de sentir ele na minha mão. 

Quando envolvi minhas mãos em volta da sua piroca senti ele estremecendo com aquilo, ele gemia enquanto eu punhetava meio sem jeito seu pau. Ali na sala seu Ed tirou toda a minha roupa, ele queria ir pro meu quarto e eu o levei até lá, deixamos na sala algumas coisas comprometedoras. 

Quando chegamos em meu quarto ele foi logo me colocando pra deitar na cama e abrindo minhas pernas, ele enfiou sua cabeça ali no meio e chupou minha pepeca com gosto. Meu grelinho piscava com suas sugadinhas, eu tava já bem molhadinha quando ele resolveu me comer, eu estava apreensiva e nervosa por sentir ele dentro de mim. 

Seu Ed me segurou pela cintura e atolou seu pau até o talo dentro de mim, a cama era frágil então ele tinha que controlar suas estocadas para não quebrar. Tava tudo tão gostoso que eu fechei os olhos para aproveitar o vai e vem que ele fazia metendo na minha buceta, mas em um momento ele parou de meter de vez e eu só ouvi o grito de outro homem dentro do quarto. 

Meu padrasto tinha me pegado no flagra quando eu tava quase gozando, seu Ed tirou seu pau de dentro de mim e minha buceta começou a pingar meu melzinho pelo cu, eu estava tão atordoada que nem lembrei de fechar minhas pernas. 

Fiquei ali arreganhada na frente do meu padrasto enquanto ele colocava seu amigo pra fora da casa, quando Ed saiu meu padrasto veio conversar comigo e eu ainda estava nua. Nesse dia achei que ele iria me entregar pra minha mãe, mas ele não falou nada; guardou nosso segredo sob algumas condições e não me dedurou. 

By - Contos Eróticos I Sheillaxv

Comentários