Velho tarado me chupou I contos eróticos

Contos eróticos - velho safado

contos eroticos
Velho safado me comprou - contos eróticos

Não sei como isso começou, lembro apenas de estar conversando com umas amigas que tinha no ensino médio e do nada surgiu uns assuntos meio estranhos. Lembro-me da surpresa que tive quando descobri que uma dessas minhas amigas recebia dinheiro pra deixar um velho comer ela

Minha reação naquela hora foi repreender esse tipo de coisa e julgá-la muito por fazer isso, saí daquela conversa completamente transtornada. Prometi pra mim mesma cortar ela do meu círculo de amizades, mas não consegui fazer isso muito pelo contrário, eu não apenas comecei a fazer a mesma coisa que ela como também passei a gostar muito desse tipo de coisa. 

O primeiro velho que aceitei que me tocasse por dinheiro foi o Gilvan, ele era o dono de um armarinho que tinha na frente da minha casa. Eu sempre ia lá imprimir alguma coisa e depois de um tempo acabei trabalhando pra ele, meu novo emprego facilitou mais ainda as coisas. 

A gente ficava perto um do outro quase que a tarde inteira e quando o movimento estava fraco não sobrava muito sobre o que conversar além das nossas vidas. Lembro da minha primeira vez com ele como se tivesse acontecido ontem, estávamos conversando e do nada entramos num contexto de sexo, ele era atrevido e perguntava cada coisa indecente. 

Gilvan sabia o tipo de amiga que eu tinha e queria ter certeza se eu não era da mesma laia, por isso ele me provocava, tocava no assunto de dinheiro, dizia que eu poderia comprar o que eu quisesse e ainda seria bem tratada. 

Me tapeando desse jeito percebo que ele começa a chegar cada vez mais perto de mim, ele começa a conversar cada vez mais perto da minha boca enquanto descansa sua mão na minha perna.  Enquanto se aproximava dos meus lábios ele não disse nenhuma palavra apenas me beijou, enfiou sua língua dentro da minha boca e enfiou sua mão entre minhas pernas

Ele deixou sua mão ali alisando minha pepeca por cima da minha calça, teve um momento que ele chegou a tocar bem em cima do meu grelinho e eu senti um choque na mesma hora, me assustei e fui chegando pra trás. Fingi estar com vergonha de beijar ele na frente da rua daquele jeito, mas ele estava tão doido pra me comer que foi capaz de fechar o armarinho e me levar pros fundos.

Trepando com velho safado por dinheiro 

contos picantes eróticos
Contos eróticos velho safado

Ali atrás ele me escorou na parede e voltou a me beijar, eu sentia ele tremer enquanto fazia aquilo, ele tava ofegante e nervoso. Ele ficava prometendo me dar tudo o que eu quisesse e eu caía na dele, acabei em cima de uma mesa sem roupa, arreganhei minhas pernas e senti ele enfiando sua cabeça pra chupar minha buceta

Ver aquele homem desejar tanto minha buceta me fez subir pelas paredes de tesão, ele me chupava como se quisesse me sugar pra dentro dele. Mas eu ainda sentia vergonha de estar ali então ficava tentando afastar sua cara de dentro das minhas pernas, ele segurava minha mão e pedia só mais um pouquinho. 

Gilvan me tirou de cima da mesa e me colocou encostada na parede, ficou de joelhos na minha frente e voltou a me chupar, fechei minhas pernas tentando atrapalhar suas chupadinhas quando ele colocou um maço de dinheiro na minha frente. Fiquei calada encarando ele quando ele tentou me comprar dizendo que eu receberia tudo aquilo se fosse uma boa garota. 

Meu silêncio diante daquilo foi o sinal verde pra ele voltar a me chupar, após ter me comprado ele começou a me tratar como a puta que ele queria que eu fosse, me virava e me colocava de 4 com o rabo empinado pra ver meu cuzinho. 

Ele me fazia ser sua cadela, me colocou de 4 no chão e veio para trás de mim, senti seu pau no pelo entrando na minha buceta, não era tão grande então com as chupadinhas que ele deu em mim entrou fácil. Gilvan metia na minha pepeca como um cachorro sedento no cio, parecia que fazia tempo que ele não sentia uma pepeca quente no seu pau. 

Não demorou muito pra ele gozar, na verdade foi até mais rápido do que eu imaginei que seria, ele não aguentou tirar seu pau de dentro pra gozar fora. Quando seu jato de porra veio ele praticamente se deitou em cima de mim. 

Gastei todo aquele dinheiro que tinha ganhado na foda com besteiras, passei um tempo sem vê-lo porque fiquei com vergonha. Mas quando o dinheiro acabou tive que voltar ao trabalho de puta. 

By - Contos eróticos I Sheillaxv

Comentários