Chegou bêbado em casa e me comeu de madrugada

Bêbado e safado me comendo de madrugada.


bebendo leite de pica

Tinha uma amiga da minha mãe que cuidava de mim quando eu era mais nova. Eu passava o dia na casa dela enquanto minha mãe ia pro trabalho, normalmente eu só voltava pra casa de noite. Essa rotina durou bastante na minha vida até que um dia a gente se mudou, passei um bom tempo longe desse pessoal e quando nos reencontramos eu já estava bem mais madura. 

A moça que cuidava de mim já tinha casado, já tinha 2 filhos pequenos, mas ainda morava no mesmo lugar. O reencontro foi tão emocionante que prometi visitar a casa dela pra passar uns dias, e assim eu fiz,  assim que tive férias da faculdade fui correndo pra casa deles. Era a mesma casinha só que com algumas poucas modificações. 

O marido dela trabalhava o dia inteiro e só voltava lá pelo final da tarde, tive o prazer de conhecê-lo e de sentir aquele bafo de cachaça, não era o melhor dos relacionamentos, mas eles se viravam. Parecia ser costume ele beber todo dia antes de chegar em casa, tentei parecer o mais natural possível mesmo achando tudo aquilo extremamente estranho. 

Ele tinha um jeito peculiar de falar com a pessoa, ficava tocando e chegando perto demais; acho que era por causa da bebida, eu ficava tentando finalizar o papo, mas ele sempre vinha com uma nova pergunta que demandava longos minutos de conversa. No final de tudo aquilo eu já tinha me embebedado só pelo cheiro, fiquei tontinha e avisei que iria dormir, dei boa noite pra todo mundo e me deitei. 

O quartinho que eu ia dormir era bem simples, não tinha porta, o colchão era de solteiro e em cima de mim tinha algo que parecia uma beliche, mas ela tava meio torta e cheio de roupa em cima. Fechei os olhos e acabei cochilando de vez, acordei na madrugada morrendo de vontade de fazer xixi, levantei e fui procurando o banheiro; tava escuro demais então levei um certo tempo pra encontrar. 

O banheiro também estava sem porta, mas eu estava tão apertada que nem liguei muito. Eu estava secando minha pepeca quando eu vi o marido dela parado na porta me observando, morri de vergonha, ele pediu desculpas por aquilo, mas estranhamente não saiu dali. Nem terminei de me secar e vestir minha roupa pra sair dali, quando passei pela porta senti suas mãos em volta da minha cintura e ele apertando meu corpo contra o dele. 

Ele tava tentando me usar com a mulher dele em casa.

Na mesma hora senti o pau dele duro colando em mim, naquela hora comecei a suar frio e a tentar afastar ele de perto de mim. Então ele foi me guiando grudadinho no meu corpo até o quarto onde eu estava dormindo, antes de sairmos ele desligou as luzes pra ficar tudo escuro outra vez. Ele deitou na cama e me puxou pra cima dele, eu ainda sentia seu bafo de cachaça, ele tentava me beijar mas eu tava meio relutante. 

Então ele começou a passar a mão pelo meu corpo procurando minha buceta, quando finalmente encontrou enfiou seu dedo com vontade em mim. Ele dedava minha buceta, meu cuzinho e ainda tinha folego pra tentar me beijar; teve um momento que não aguentei mais resistir a tudo isso e tive que ceder. 

Era muita coisa acontecendo ao mesmo tempo e lá no fundo eu tava sentindo umas coisinhas bem gostosa. Parei de me debater em cima dele e de tentar fugir, fiquei quietinha, mas ainda pedia pra ele parar, tinha que sussurrar pra ninguém ouvir. Seu pau encaixou entre minhas pernas, ele se aproveitou disso pra espalhar o melzinho que saía da minha buceta. 

Do nada senti ele me colocando deitada na cama e direcionando sua boca na minha buceta, fiquei cara a cara com seu pau sentindo ele forçar a cabeça na minha boca. Depois de receber um banho de língua na buceta ele me levantou e me fez retribuir o prazer que tinha acabado de me dar, me colocou ajoelhada em cima da cama toda torta por causa do beliche e me fez mamar sua piroca. 

Fiquei me sentindo culpada depois de gostar do sabor que sua pica tinha, queria enfiar minha cabeça num buraco e me esconder pra sempre, mas não antes de sentir o gostinho do seu leite. Eu acabei sentando nele naquela noite, rebolei em cima do seu pau, deixei ele meter sua piroca até o talo e a dedar meu cuzinho. 

O cara acabou comigo e eu tive que ficar caladinha pra não ser pega, era até difícil controlar o barulho da piroca entrando na pepeca, mas por sorte deu certo. O leitinho ele fez questão de esporrar na minha cara, fiquei lá toda melada porque não tinha como me limpar, acabei pegando no sono sem calcinha.

No dia seguinte acordei e percebi que o short que ele estava usando também tinha ficado dentro do quarto que eu tava dormindo. Era pra passar pelo menos uma semana na casa deles, mas eu não durei 3 dias e já quis voltar de tanta vergonha. 

By - Sheillaxv

Comentários