Ele arrombou meu cuzinho

Ele comeu meu cuzinho apertado

enrabando a novinha
Contos eróticos: arrombou meu cuzinho apertado

Faz pouco tempo que resolvi recorrer aos encontros de aplicativos de relacionamentos. Não tava dando tão certo, eu conhecia homens bem sem graça até que comecei a conversar com o Iuri. De início ele parecia ser meio babaca, achei que fosse mais um rato de academia sem muito papo para continuar uma conversa boa. 

Mas nessa brincadeira passei umas 4 semanas conversando com ele, cheguei a trocar algumas fotos íntimas antes mesmo de nos ver pessoalmente. Resolvi que estava na hora de nos encontrarmos e o convidei para uma tardezinha de filmes na minha casa, eu estaria sozinha nesse dia porque a galera aqui em casa iria viajar. 

Nesse dia só por garantia comprei umas camisinhas e uma pílula só pra ter uma reserva. Fazia muito tempo que eu não transava, e quando passa tanto tempo assim a primeira gozada que dou sempre me deixa bem molhadinha e isso me incomoda um pouco, sinto vergonha, então pra minha buceta não me deixar constrangida no meu primeiro encontro resolvi tocar uma siririca antes dele chegar. 

Iuri chegou no horário combinado, assim que me cumprimentou senti que era um homem safado, mal tinha me visto e já tinha se aproveitado para tocar na minha bunda. Eu tinha planejado tudo, iríamos conversar um pouco, beber algo, assistir um filme e depois talvez dar umazinha, mas sequer deu tempo de ligar a tv. 

Sentei no sofá com ele para tentar conhecê-lo melhor e fui surpreendida com um beijo quente e molhado, ele beijava como se estivesse tentando fuder minha boca com sua língua. Era uma pegada deliciosa, depois de tanto tempo só ficando na siririca sentir suas mãos grossas me apalpando me deixou excitada. 

Me senti uma adolescente pegando homem mais velho escondido, tentei aproveitar cada pedacinho do seu corpo, apertei seus músculos tentando sentir ele mais perto de mim. Ele me deitou no sofá enquanto percorria seus lábios pelo meu corpo, cada chupada que ele dava em mim deixava uma marca vermelha, eu sabia que aquilo daria trabalho para explicar depois, mas tava tão gostoso que deixei. 

Não demorou muito pra ele me deixar apenas de calcinha ali, tinha pulado todas as programações que eu havia feito mais cedo. Por uns instantes parei de pensar, minha mente só queria aproveitar as sensações que ele me proporcionava, fechei os olhos e quando me dei conta já havia passado um longo tempo. 

Ele já estava completamente sem roupa em cima de mim colocando seu pau na minha boca, eu chupava feito uma putinha provando picolé pela primeira vez. Deixei sua pica bem babada antes de sentar em seu colo, ele me xingava me chamando pra sentar nele, eu demorei um pouco de ir e senti ele puxando meu cabelo pra me colocar em cima do seu pau logo. 

Dando o cuzinho contos eróticos

histórias picantes cuzinho apertado
O cara do tinder estourou meu rabo

Sentei meio relutante com a brutalidade, mas era daquilo que eu precisava, ele metia com força; cheguei a sentir suas bolas batendo na minha bunda. Cada posição que ele me fazia ficar me sentia uma vagabunda, sempre com o rabo empinado ele fazia questão de deixar seu dedo atolado no meu cuzinho, estava me preparando pra receber seu pau. 

Tentei recusar, sabia que não aguentaria tudo aquilo, já foi difícil para entrar na pepeca imagine no cuzinho. Até que ele me colocou numa posição em que fiquei completamente sem condições de sair, estava toda aberta pra ele e só senti ele cuspindo no meu rabo pra facilitar sua entrada. 

Senti a cabecinha tentando estourar minhas pregas e gritei, Iuri deu um tapa forte na minha bunda mandando eu ficar quieta ou a rua inteira saberia que eu estava trepando. Mordi minha língua tentando abafar meus gemidos, seu pau foi entrando e me rasgando inteira, quando estava todo atolado dentro de mim ele se jogou no meu corpo e ficou parado por uns instantes. 

Quando ele sentiu que eu estava mais tranquila começou a se movimentar dentro de mim entrando e saindo do meu cuzinho apertado, parou de doer e começou a ficar mais gostosinho. Nunca pensei que gozaria com uma pica no meu rabo, mas gozei, ele percebeu minha pepeca pingando meu melzinho e acabou esporrando seu leite dentro do meu cu. 

Quando ele tirou aquilo de dentro de mim percebi a dimensão do que ele havia feito no meu rabo, eu estava bem aberta, parecia que uma tora de madeira tinha sido enterrada em mim. 

Fui pro banheiro na expectativa dele entrar logo em seguida pra tomarmos banho juntos, mas quando terminei meu banho percebi que ele já tinha ido embora, não me deu tchau e nem ao menos tomou a bebida que eu tinha preparado, tinha comido apenas o lanche: eu!. 

By - Contos eróticos I Sheillaxv

Comentários