Acordei de madrugada sendo chupada

Acordei na madrugada e ele estava chupando minha buceta contos eróticos

histórias picantes trepando com vizinho
Me chupou enquanto eu dormia contos eróticos

Houve uma época que uma chuva forte destruiu o telhado da nossa casa, tudo o que estava ali foi destruído pela água. Naquele período eu morava ainda com meus pais e meu irmão, ficamos todos ilhados dentro de um único cômodo tentando se proteger da chuva que ainda estava forte. A gente ficou ali enquanto meu pai tentava resolver a situação. 

Fomos abrigados por nossos vizinhos, um casal jovem que mantinha uma amizade forte com meu pai. Eles costumavam assistir o jogo nos finais de semana e quando soube do que tinha acontecido com nossa casa voltou correndo de uma viagem para nos ajudar. Eles chegaram pouco mais de 1 hora depois de tudo aquilo que tinha acontecido e ofereceu sua casa para ficarmos pelo tempo necessário. 

Era uma casa pequena, tinha muita gente para pouco espaço, mas era aconchegante termos um lugar pra descansar. Ficamos ali por algumas semanas e cada dia mais todo mundo ficava muito íntimo. Com um tempo ninguém mais sentia vergonha de ninguém, eram 2 casais e uma hora ou outra escutaríamos alguém trepando na madrugada. 

A casa era bem pequena e cada cômodo ficava bem perto um do outro, dava pra escutar até um sussurro dito na maior cautela. Até que aguentaram bem segurar o sexo, o primeiro casal que escutei fazendo aquilo foram nossos vizinhos. Era umas 2 horas da manhã, meu pai estava roncando em um quarto, meu irmão e mãe estavam no décimo sono e eu estava acordada com insônia. 

Escutei minha vizinha falando baixinho que era pra ele ir verificar se tinha alguém acordado, vi ele abrindo a cortina do meu quarto e chegando bem perto de mim e do meu irmão. Ele conferiu a respiração do meu irmão e logo depois foi a minha vez, estava calor naquela noite e eu dormia apenas de calcinha e blusa, estava sem lençol me cobrindo na hora que ele chegou e senti que na hora que ele veio ver se eu tava dormindo mesmo ele passou a mão na minha pepeca

Senti uma apertadazinha na minha buceta e uma cutucada no meu grelinho, depois ele saiu e não fez mais nada, voltou pro quarto e começou a trepar com a mulher dele. Eu escutava o gemido dele muito mais alto do que o dela, parecia que ele queria acordar a casa inteira daquele jeito. 

Dava pra ouvir o barulho das estocadas que ele dava nela, aquilo me deixava com vergonha e com tesão, eu tava morrendo de vontade de tocar uma siririca naquela hora e me segurei até quando deu. Mas em um momento ele gemeu por várias vezes seguidas enquanto enfiava na buceta dela e então não aguentei; enfiei minha mão na minha calcinha e me toquei até gozar. 

Gozei bem antes deles, por uns 10 min antes de dormir ainda escutei o safado do meu vizinho trepando, quando ele gozou finalmente pude dormir. Nos dias seguintes depois disso foi muito estranho, eu não conseguia olhar pra cara dele e não lembrar da passada de mão que deu em mim, ele agia como se não tivesse feito nada. 

Me prometeu casar comigo só pra usar minha pepeca

me acordando pra me chupar
Me despertando com sua língua na minha buceta

Raríssimas vezes ficamos sozinhos em casa, e nas poucas vezes que isso aconteceu ele tentou ter algo comigo, ele ficava dizendo que tava apaixonado e que queria casar comigo, mas eu sabia que era mentira. Durante a madrugada, quando ele achava que todos estavam dormindo ele entrava no quarto onde eu estava e passava a mão em mim. 

Um dia ele passou uns longos minutos com a cabeça entre minhas pernas chupando minha buceta, ele só parou porque escutou sua mulher saindo do quarto, ele correu pra fingir que estava no banheiro fazendo alguma coisa, não escutei a desculpa que ele deu mas ela acreditou. 

Invadir meu quarto pra chupar minha buceta passou a virar rotina, toda madrugada ele fazia aquilo, eu fingia dormir e cada dia usava uma calcinha mais folgada; cheguei ao ponto de rasgar uma calcinha minha pra deixar ela folgadinha na parte da pepeca. Durante o dia, nas raras vezes que ficávamos a sós em casa, ele tentava me convencer a ser sua namorada, ele falava que se eu aceitasse seria só meu, logo depois de me prometer casar comigo ele tentava me beijar. 

Ele era respeitoso nesses momentos, quando eu negava seu beijo ele se contentava com um abraço e ficava longe de mim, mas a noite, quando todos estavam dormindo ele descontava aquilo chupando minha bucetinha. Foi tanta insistência pra me beijar que um dia conseguiu, estávamos sentados no sofá, minha perna estava em cima da perna dele; ele acariciava meu rosto quando tentou me beijar e eu deixei. 

Um beijo lento e bem demorado, ele era forte e ficava tentando me colocar em cima do seu colo enquanto me beijava, tentou tanto que conseguiu. Ali em cima eu estava completamente a mercê dele; sentia seu pau duro tentando pular pra fora da roupa e ele tentando apalpar cada pedacinho do meu corpo. 

Não demorou muito pra ele começar a me despir, acabei pelada de pernas abertas em cima do seu colo enquanto ele me olhava fixamente, ele tocava minha buceta enquanto sussurrava no meu ouvido que tava doido pra sentir meu gosto. Ele foi me levando até seu quarto, me colocou deitada na cama deles e abriu minhas pernas, sua boca mais uma vez estava chupando minha pepeca, mas dessa vez ele sabia que eu estava acordada. 

Seu pau duro logo encontrou minha buceta, tava tão molhadinha que nem doeu quando ele meteu em mim, o gemido dele me deixava excitada tanto quanto seu pau grosso. Eu gozei enquanto ele ainda me fudia, minha buceta contraiu no seu pau e ele percebeu que era meu orgasmo, foi aí que começou a estocar cada vez mais rápido em mim. 

Não demorou muito pra ele gozar, seu jato de porra veio e ele logo me fez abrir a boca pra recepcionar sua gala, ele ficou na minha frente esperando eu engolir tudinho. Pelos dias seguintes fazíamos aquilo sempre que tinha oportunidade, ele ainda acordava de madrugada pra chupar minha buceta, mas antes se certificava que eu tava acordada e quando eu gozava na sua boca.

By - Contos Eróticos I Sheillaxv

Comentários