Assistindo o jogo em cima do pau duro

Divertindo o amigo do papai com a xoxota.

rebolando na pica

Engraçado como homem fica hipnotizado quando está assistindo futebol, esquecem ou ignoram tudo o que está a sua volta, pode estar caindo o mundo, mas nada é mais importante que um lance na tv. Aqui em casa todo final de semana meu pai convida uns amigos para assistir, e como minha mãe trabalha nos finais de semana eu tenho que ficar servindo de empregada pra eles ou levo uns tapas dele. 

Eu não acho tão ruim assim, até gosto da galera que vem aqui, gosto em especial do tio Luiz. Ele deve ser um pouco mais novo que meu pai, é todo tirado a gatinho, gosta de fazer academia e é bem fortinho. Ele adora fazer umas brincadeiras comigo de ficar me abraçando o tempo inteiro, meu pai nem liga, não vê maldade nisso, mas de vez em quando sinto seu pau roçar com força na minha bunda. 

Ele sempre pega no pau quando apareço, parece querer consertar algo na pica e eu sempre fico vidrada tentando ver o máximo que posso. Um dia desses estavam todos na sala, alguns sentados no sofá e outros no chão...meu pai estava no chão porque ele é muito calorento, tio Luiz estava no sofá com outros 2 amigos. 

Fui até eles como de costume levar um balde de pipoca, assim que entreguei nas mãos do meu pai senti o Luiz me puxando pra cima dele e fazendo cocegas em mim, fiz um escândalo na hora, então ele me segurou com força em cima do seu colo fazendo sinal pra eu ficar calada e continuou me fazendo cosquinhas...todo mundo ria daquilo, mas logo teve um lance na tv que fez todo mundo ignorar as palhaçadas do Luiz. 

Nesse momento de distração ele me colocou mais firmada em seu colo e envolveu seus braços na minha cintura, eu não tinha como sair dali e nem queria. Ali em cima do seu colinho sentia ele se mexendo até minha bunda ficar em cima do seu pau, a bermuda fina que ele usava não escondia sua piroca dura. 

Ninguém entendia o porque de eu estar sentada ali em cima dele e na verdade ninguém nem ligava, ele se aproveitou disso pra ficar cutucando minha xoxota escondido, cada lance apreensivo no futebol ele roçava seus dedos na minha buceta. Eu ficava ali estátua tentando não dar bandeira sobre o que estava acontecendo, eu já estava bem arrepiada com tudo aquilo, queria a todo custo abrir mais minhas pernas pra sentir ele dentro de mim, porém não tinha como. 

Siriricando escondido.

Até que eu levantei e fui pra cozinha, fui tentar saciar minha sede de pica com uma siririca escondida, mas uns minutos depois o Luiz apareceu. Já com a jeba dele pra fora foi até mim me empurrando pro lugar mais escondido que podia me levar ali, escorada na parede eu pude finalmente tocar e sentir seu pau duro, ele pulsava na minha mão, babava tanto que deixou minha mão toda melecada. 

Devagarinho ele sussurrou no meu ouvido pedindo pra eu colocar na minha boca; na mesma hora obedeci - comecei chupando sua cabecinha vermelha e sugando cada gotinha que saía do seu pau. Ele deveria se controlar pra não gemer alto e alguém nos flagrar fazendo aquilo, mas cada sugadinha que eu dava no seu pau ele se contorcia e forçava mais minha cabeça pra engolir tudo. 

Eu sabia que iria sentir sua piroca na minha xana naquela hora, mas tinha medo porque não tinha camisinha. Ele me levantou e me virou de costas, abaixou minha calcinha até metade da minha bunda e procurou minha xoxota com a cabeça do seu pau, quando finalmente encontrou meu buraquinho ele forçou tudo lá dentro. 

Entrou sem muita dificuldade, eu já estava bem lubrificada, então foi só atolar em mim, minha perna tremia enquanto era fodida por ele... de vez em quando dava pra ouvir a galera chamando por ele e ele respondia jogando um caô de que estava no telefone, o jogo era muito mais importante então ninguém se importava se era verdade ou não. 

Pendurada na pica.

Aquele animal me comia forte, cada estocada que ele dava atrás de mim me fazia até levantar do chão, eu ficava literalmente pendurada na sua pica, até que de repente ele começou a bombar muito mais forte e rápido dentro de mim, ele avisou que tava pra gozar e eu pedi pra esporrar fora, mas ele não me ouviu. 

Senti algo quente me invadindo e escorrendo pela minha xota, já era seu leite me preenchendo...fiquei ali parada esperando meu macho leitar tudo, quando ele se desatracou de mim foi quase na hora que meu pai apareceu, foi só o tempo de guardar a pica e suspender minha calcinha. 

Enquanto meu papai dava esporro sobre a demora da pipoca o gozo do seu amigo escorria pela minha perna, pedi perdão e avisei que já estava levando, o Luiz voltou junto com ele pra terminar de assistir o jogo e fingir que não tinha acabado de gozar dentro da filha dele. 

By - Sheillaxv

Comentários