Brincando de cachorrinho

Brincando de uma coisa gostosa

teen safada pussy


"Você tem que ficar de 4 no chão e empinar bastante o rabo", era assim que o irmão emprestado da minha mãe falava quando aparecia aqui em casa pra visitar. Normalmente a gente brincava assim na sala de casa porque era escondido da cozinha onde minha mãe costumava a passar a maior parte do tempo. 

Ela não ligava muito dele ficar sozinho comigo, na verdade ela nunca viu maldade naquilo, eu já era bem crescidinha nessa época e até gostava quando a gente fazia aquela coisa de cachorro. Na brincadeira a gente tinha que rodar pela sala e fingir que tava se conhecendo, ele sempre parava seu rosto no meio das minhas pernas e cheirava minha pepeca dizendo ele que era assim que cachorros se cumprimentavam. 

Uma vez eu senti que ele deu uma mordidinha bem no meu grelinho por cima do meu short, ele apertou um pouco e eu cheguei pra frente de vez tirando sua boca da minha pepeca, acho que ele entendeu que eu não tinha gostado, mas eu só tinha me assustado. 

A parte de fazer xixi era a mais gostosa porque eu tinha que fazer o barulhinho com a boca e levantar a perna, eu ficava numa posição bem estranha até ele falar que já tava bom, de vez em quando seu rosto ia parar no meio das minhas pernas e a gente ria. 

Um dia ele perguntou se podia afastar meu short pra sentir o cheiro direito e eu deixei... na verdade acho que eu mesma baixei meu short até a altura do joelho e me virei de costas pro irmão da minha mãe. Senti quando ele afastou minha pepeca deixando meu grelinho bem exposto pra chupar, mas não podia fazer aquilo, então eu reclamei dizendo que cachorro não usava a mão. 

Meu titio emprestado achou engraçado e tirou seus dedos dali, mas manteve sua língua passeando pela minha xota, porém dessa vez não durou muito porque minha mãe atrapalhou e tive que me vestir correndo. No fundo eu sabia que não poderia ficar pelada pra ele, mas eu gostei da brincadeira por isso repeti tantas vezes. 

Eu sempre pedia a minha mãe pra passar o dia na casa dele por causa da piscina, eu era tão chata com isso que minha mãe deixou só pra que eu pudesse parar de encher o saco. Se ela soubesse o que a gente iria fazer jamais teria me deixado sozinha com ele. 

Nesse dia nem banho de piscina eu tomei, cheguei na casa do tio vestindo uma saia que minha mãe mesmo tinha escolhido, assim que ela bateu a porta pra ir embora a gente foi pro sofá. Logo depois ele ligou a tv e perguntou se eu queria comer alguma coisa, mas eu ficava insistindo pra ir mergulhar...ele respondia dizendo que não podia por causa do horário que tava muito cedo, mas de tanto eu insistir ele perguntou se eu queria fazer a brincadeirinha do cachorro. 

Tinha que abrir bem as pernas pro tio cheirar gostoso a pepeca.

Eu tava com saudade daquela brincadeira então aceitei e me joguei logo no chão, eu tava usando uma saia com uma calcinha bem folgada quase mostrando minha pepeca. Ele tentava ver o tempo inteiro até que um momento eu fiquei de costas pra ele e senti seu rosto bem no meio da minha bunda, antes de enfiar sua cara ali ele suspendeu minha saia. Minha calcinha não protegia muita coisa então meu cuzinho conheceu sua língua bem rapidinho. 

Aquilo era novo pra mim então por reflexo eu acabava piscando meu cuzinho enquanto ele me chupava. Senti seus dedos passeando pelo meu grelinho e reclamei por ele estar usando os dedos. Não tive resposta, o irmão de mamãe não parou o que estava fazendo e eu não aguentei reclamar por muito tempo, eu tava sentindo umas coisas estranhas e uma fraqueza no corpo. 

Fui relaxando quase deitando de barriga pra baixo no chão, quando me dei conta já estava deitada de vez, mas não antes dele colocar uma almofada pra deixar meu rabo bem empinado. Ele me virava de frente, chupava minha pepeca colocando meu grelinho pra dentro da sua boca quase me deixando sem ar. 

Comecei a sentir um aperto vindo na minha pepeca, como se fosse uma vontade de fazer xixi, eu quase não tava mais aguentando e me soltei de vez...achei que deixaria meu titio irritado por ter feito xixi nele, mas ele gostou. Não saiu xixi e nem nada. 

Um tempo depois descobri que aquele tinha sido meu primeiro orgasmo, logo em seguida ele ficou de joelhos na frente da minha buceta, seu pau começou a roçar no meu grelinho que tava bem sensível. Eu tava com bastante sono e fechei os olhos, quando eu tava quase cochilando de tanto cansaço eu senti minha pepeca ficando toda melada. 

Esfreguei a porra do tio no meu grelinho.

Fiquei vidrada vendo seu leitinho sendo despejado em cima de mim, era gostoso ver e sentir aquilo escorrendo pela minha pepeca, logo em seguida ele me deixou ir pra piscina fui me banhar toda suja de porra mesmo.

By - Sheillaxv

Comentários