Virei a boneca sexual do meu irmão I Contos Eróticos

Na minha casa todo mundo sempre dormiu muito cedo. Às 21h todo mundo já estava na cama pra dormir, menos eu que esperava meu irmão ir pro meu quarto à noite pra brincar comigo. Eu fingia dormir, ficava bem molinha quase morta pro meu irmão ficar mais a vontade, uma vez que eu abri os olhos ele saiu correndo então nunca mais repeti isso. 

Ele esperava sempre ficar de madrugada porque era a hora que meu pai começava a roncar e aí ele tinha certeza mesmo que ninguém iria nos flagrar. Aquilo era errado e eu sabia, minha mãe vivia dizendo pra eu não mostrar minhas roupas íntimas pros meninos, mas pro meu irmão eu mostrava tudo até minha bucetinha que ele gostava de chupar. 


Meu irmão tinha certeza que eu dormia enquanto fazia isso, eu me fingia de boba só pra ele não parar. Devagarinho ele aparecia no meu quarto e começava a me cutucar. Eu dormia só de calcinha pra facilitar, então quando ele estava li, era só afastar o lençol e minha calcinha pro lado pra ele alcançar minha buceta. 


Ele começava cheirando minha xota e depois dava umas dedadas no meu grelinho que sempre foi bem saliente, só então depois disso ele dava as primeiras passadas de língua no grelo. Meu irmão gostava de ligar o celular pra ver meu grelo piscando enquanto ele lambia. Eu fazia de propósito pra ele ficar duro e roçar sua pica na minha xana, era gostoso quando ele fazia aquilo.


De vez em quando eu abria os olhos e olhava pra baixo pra ver meu irmão me chupando, nessa hora eu piscava meu grelinho e via meu irmão se controlando pra não gemer enquanto me chupava. Seu pau ficava babando no meu lençol, quando tudo terminava eu ia lá cheirar pra saber como era. Eu era quase a boneca sexual humana dele, eu ficava bem paradinha porque isso deixava ele mais excitado e o pau dele mais duro. 


Em uma noite em que ele achou que eu tava dormindo feito pedra ele me deixou sentada em seu colo, eu tinha que parecer estar dormindo, mas não podia ficar muito mole pra não atrapalhar meu irmão me comer, então a minha saída foi ficar sentadinha nele como uma bonequinha sexual sendo levada pra todo canto sem reclamar de nada, aquela era minha posição favorita com meu maninho. 


Mas as vezes ele ficava na dúvida se eu estava realmente dormindo e pra eu não acordar ele me comia deitada mesmo, ele me chupava o grelo e me fazia gozar em sua boca sem saber. Depois de deixar meu grelo bem sensível ele ficava de joelhos em cima da cama e se preparava pra comer sua maninha dando uma cuspida na cabeça do seu pau pra facilitar. 


Antes de meter ele sempre me virava de ladinho e abria minhas pernas, ele nem desconfiava que tava leve demais porque tava acordada, eu o ajudava disfarçadamente. Ele ia metendo devagarinho, quando tava muito seco doía então eu me mexia um pouco, era aí que ele voltava a me chupar pra ficar mais fácil dele meter. Certa vez enquanto me chupava ele colocou o celular pra vibrar em cima do meu grelinho, eu gozei com aquilo e dei uma gemida que o assustou.


Fiquei quietinha pra ele não me deixar sem meter em mim. Eu queria dar o mesmo prazer que meu irmão me proporcionava. Quando ele finalmente metia dentro da minha xota gulosa eu já estava tão melada que fazia uns barulhinhos durante suas estocadas. Ele só terminava quando ejaculava dentro da mim. 


Antes de ir embora ele fazia questão de colocar minha calcinha de volta no lugar, o resto de leite que pingava do seu pau ele limpava na minha boca e aquela gala secava ali e ficava até dia seguinte no meu rosto. Então eu levantava cedo porque sabia que ele estaria na cozinha tomando café, então quando eu aparecia com o rosto sujo com sua gala; ele olhava pra mim e perguntava se eu tinha babado na cama. 
sexo com irmao contos eroticos

By - Sheillaxv

Comentários