Roubei chocolate no mercadinho; paguei com a buceta! I Contos Eróticos

Acho que toda criança já roubou doces de mercadinho pelo menos uma vez na vida. Seu Paulo tinha um bem em frente a minha escola, eu costumava ir puxar assunto pra disfarçar enquanto comia algum doce. Um dia ele me flagrou com a mão na massa e me fez pagar o que eu tinha comido, mas eu não tinha dinheiro, então ele pediu outra coisa. 


Quando seu Paulo me flagrou eu estava com o batom de chocolate na boca. O coração gelou na hora que ele apareceu. Ele me ameaçou e disse que contaria pra minha mãe e depois pra polícia. Eu era bem inocente e fiquei implorando ele pra não fazer aquilo, me ofereci pra trabalhar de graça e foi naquele momento que ele se aproveitou da situação. 


Eu achei que ele me faria trabalhar limpando o lugar e já até tinha aceitado o serviço, mas ele só se aproveitou da minha fragilidade pra usar meu corpo inocente como se eu fosse sua boneca sexual. Ele me olhava de um jeito que parecia me comer viva. 


Ele me mandou ir pros fundos do mercadinho pra gente fazer o teste, mas pra isso eu tinha que vestir a farda do estabelecimento. Peguei a roupa que ele me deu e caminhava pro banheiro quando fui repreendida por ele que me avisou que eu teria de vestir na frente dele. Neguei, mas ele avisou que se eu não fizesse isso eu iria embora e ele contaria tudo. 


Fui tirando minha roupa tentando tapar minhas partes pra que ele não me visse nua. Quando fiquei só de calcinha o seu Paulo me chamou pra perto dele, ele estava sentado e me pediu pra me sentar em seu colo. Sentei chorando na hora enquanto ele enxugava minhas lágrimas. Meus peitos já eram bem grandinhos e ele passava a mão fingindo me consolar. 


Eu estava sentada em seu colo e embaixo de mim eu sentia algo ficando duro na minha bunda. Eu sabia que era seu pau, tentava sair de cima, mas sempre que eu fazia isso; ele me colocava de volta em cima da sua piroca. 


Seu discurso de ``não roube`` era só fachada pra ele abusar de mim. Suas mãos desceram e encontraram minha bucetinha lisinha. Ele tocava minha xana e perguntava se eu queria mais um docinho. Ele pegou um batom do mesmo que eu tinha roubado e me pediu pra sentar no chão, eu fiz isso, mas não sei porque. 


Ele me fez deitar com as pernas abertas e passava aquele chocolate no grelinho da minha buceta. Deixou bem melado de doce e se inclinou pra chupar, fiz menção de fechar as pernas na hora, mas ele me segurou e continuou com sua língua até chegar no meu grelo e sugar com força. Quando ele terminou de limpar o chocolate da minha buceta; eu estava toda babada. Sentia escorrendo pelo meu cu. 


Seu Paulo ouriçado de tesão colocou seu pau pra fora e disse que se eu ficasse quietinha e deixasse ele ia me perdoar pelo roubo. Devagarinho ele foi metendo em mim. Eu tava bem lubrificada e por isso não doeu muito. Quando ele estava prestes a gozar; ele se levantou e me fez abrir a boca me avisando que o chocolate branco estava saindo. Ele me fez engolir tudinho até o que escorria pra fora. 
contos eroticos

By - Sheillaxv

Comentários