O vendedor da feira me ofereceu sua banana I Contos Eróticos

Fui encoxada pelo vendedor numa feirinha aqui perto de casa. Ele ficava atrás de mim roçando sua piroca na minha bunda enquanto me convencia a comprar as suas bananas. Ele até me ofereceu uma amostra grátis, descascou uma banana e passou em meus lábios me olhando como se desejasse ser sua piroca ali na minha boca. 

Fui à feira com minha mãe, mas a gente dividiu as coisas que íamos comprar pra adiantar logo o lado. A primeira coisa que fui comprar foram as bananas para pegar as melhores. Fui numa barraca em que o vendedor sempre deu em cima de mim, mas com minha mãe por perto; ele nunca foi além do olhar de tesão. 


Quando apareci sem ela; ele logo perguntou se eu estava sozinha.Tive uma aula sobre bananas naquele momento, tinha umas sacolas na parte da frente e enquanto ele explicava porque eu deveria comprar; ele passava as mãos em meus peitos discretamente. Ninguém percebeu, eu podia ter me afastado, mas eu gostava do jeito que eu o deixava excitado. 


Fui convidada por ele pra ir até os fundos onde teria umas pencas lindas que com certeza eu iria gostar. Estávamos bem escondidos quando percebi em sua bermuda surrada o volume que seu pau fazia de tão excitado que estava. Ele me chamava pra ir cada vez mais colado em meu corpo e eu acabei seguindo ele, era quase um balcão; não tinha um pé de gente apenas eu e ele. 


Me colando numas caixas empilhadas na parede ele veio até mim visivelmente ouriçado. Ele me pegava pela cintura e fazia questão de roçar sua piroca em meu corpo pra que eu pudesse ver o quanto ele estava excitado. Lentamente ele ia apertando com força cada pedacinho do meu corpo. Ele tentava insistentemente colocar sua mão por baixo do meu vestido, mas eu sempre o interrompia. 


Não aguentei ser firme com ele e negar suas investidas por muito tempo e logo já aceitei as bolinadas que aquele homem dava em mim. Logo seus dedos alcançaram meu cuzinho enquanto ele ainda beijava meus lábios. Ele me levou mais pro fundo; quase um labirinto de caixas pra ter certeza que ninguém nos veria


Passeando sua língua pelos meus peitos e descendo até alcançar minha xota ele deu uma sugada em meu grelo que eu quase perdi as forças. Me segurei pra não cair, meus gemidos pareciam de uma prostituta barata, eu mal o conhecia e estava ali abrindo minhas pernas pro feirante. Minha buceta piscava em sua boca e quanto mais ele sentia isso mais me chupava.


Não demorou muito naquela posição e eu gozei em sua boca. Sem perder tempo ele me virou de costas e colocou sua piroca cabeçuda na entrada da minha xota. Minha buceta engolia seu pau, parecia estar com fome, ele nem precisava fazer força, morri de vergonha. Eu tava tão melada que minha xana fazia barulho com as estocadas dele. 


Aumentando o ritmo do vai e vem dentro de mim ele acabou gozando; me colocou de joelhos doido por um boquete e me fez abrir a boca pra receber seu leitinho quente. Escorreu um pouco pelo seu saco e eu tive que lamber pra não desperdiçar. Saí dali com minha penca de banana; a melhor da região e fui encontrar com minha mãe. 
fudendo com banana contos eroticos
By - Sheillaxv


Comentários