Minha vizinha gostosa me ajudou a desgrudar chiclete do cabelo I Contos Eróticos

Eu moro ao lado do apartamento dela, escuto toda noite seus gemidos enquanto trepa. Ela não gosta de usar sutiã porque aperta seus peitos, por isso eu sempre a encontro com os biquinhos da sua teta bem durinhos, a vontade que tinha era de chupar gostoso. Eu tocava uma siririca pra ela todos os dias. A mulher tinha um rabo de deixar qualquer um sem juízo. 

A dona do rabo que me deixa louca se chama Marcia, não sei sua idade, nem seu status de relacionamento, só sei que é uma mulher que adora trepar, toda noite escuto sua cama balançando e no dia seguinte sempre sai um homem diferente da sua casa. Eu deixo minha porta aberta de propósito as vezes só pra ela passar e falar comigo. 


Moro com minha mãe num apartamento bem pequeno, outro dia ela foi pro trabalho e eu fiquei em casa. Por azar acabei cometendo a infelicidade de colar meu cabelo com chiclete. Eu tava tentando tirar quando a safada passou bem na hora, ela perguntou se eu queria ajuda e já foi entrando na minha casa. 


Eu estava sentada no sofá e minha vizinha estava em pé cutucando meu cabelo, suas tetas ficavam na direção do meu rosto, era quase impossível não olhar ou sentir vontade de mamar. Ela não usava sutiã e por causa da pressão no meu rosto acabou deixando seu bico durinho. Sem querer eu passei meus lábios e encaixou direitinho. 


Pedi desculpas na primeira vez e na segunda..a terceira foi de propósito porque aquela altura eu já estava super excitada e queria saber qual seria a reação dela. Fiz questão de manter minha boca nas suas tetas até ela reclamar. Enquanto isso ela tentava me explicar como iria tirar o chiclete do meu cabelo até que sua voz começou a ficar meio trêmula.


Olhei pra cima e vi que seus olhos estavam fechados. Ela mordiscava seus lábios carnudos e eu acabei não aguentando; suspendi sua blusa colocando suas tetas deliciosas pra fora. Mamei feito uma cadela no cio. Ela gemia pra mim do mesmo jeito eu a ouvia do meu quarto. Deitei-a no sofá e fui tirar seu short. Antes tranquei a porta pois não queria levar um flagra no meu melhor momento. 


A visão dela nua me fazia quase ter um orgasmo sem nem tocar buceta. Ela era toda lisinha, e tinha um cheiro maravilhoso. Comecei lambendo a parte interna da sua coxa até ela implorar pra eu chegar na sua xota. Quando eu parava de chupar ela eu conseguia ver sua buceta gostosa babando pra mim pedindo pra ser chupada mais uma vez. Eu não aguentava ver e novamente caía de boca ali. 


Quando seu orgasmo veio ela apertou minha cabeça com sua coxa me fazendo ficar grudada na sua xota por uns segundos, logo depois ela gozou, senti seu grelo piscando na minha língua naquele momento, meu ego estava no pódio do primeiro lugar por ter feito isso nela. 


Estávamos prestes a trocar de lugar quando escuto alguém batendo na porta, perguntei quem era e minha mãe respondeu. Nos vestimos correndo bem na hora que íamos trocar de lugar. Mais tarde antes de dormir eu a escutei trepando, me masturbei ouvindo aquilo até a safada gozar. 

quadrinho eróticos lésbicas
By - Sheillaxv

Comentários