Eu sou a cadela do meu pai e dos meus irmãos I Contos Eróticos

Eu moro somente com meu pai e meus dois irmãos. O mais velho tem 22 anos, o mais novo tem 20. Meu pai aos 57 anos descobriu em mim que poderia me usar e fingir que era amor de pai e filha. Tudo começou quando eu tinha somente 13 anos. Hoje eu tenho 17 e nada mudou, alias; deixei de ser putinha de um, pra ser a vadia dos meus irmãos e do meu pai.

Minha mãe foi embora muito cedo deixando apenas nós 4. Tudo ia muito bem, mas o meu pai é homem e não aguenta ficar sem sexo. Ele não conseguia trepar com outra mulher na rua e acabou me usando pra aliviar seu tesão. Eu gostava de dormir com ele nessa época e tudo começou ali.


A primeira vez que tudo rolou eu estava dormindo junto com ele de conchinha, minha posição bem inocente preferida. Meu pai atrás de mim começou a ficar de pau duro. Eu já estava dormindo nesse momento, mas acordei come ele entre minhas pernas chupando minha buceta. Eu tava sem roupas e meu pai tentava cobrir o que fazia comigo com um lençol. 


Eu acordei assustada e tentei sair de perto, mas meu pai me segurou pela cintura me dizendo que tava tudo bem, ele disse que me amava e que se não fizesse aquilo com ele eu iria ficar sem sozinha. Ele fez uma puta cena e até chorou. Por dó e pra consolar meu pai eu abri minhas pernas novamente e pedi pro meu papai voltar a me chupar. 


Era a primeira vez que um homem abusava de mim daquele jeito e não foi a última. Desde aquele dia o meu pai vem me fudendo. Mas não ficou escondido por muito tempo, meus irmãos descobriram um tempo depois. E também passaram a me fuder. Eu sentava na pica de todo mundo, mas ninguém tocava no assunto. 


Várias noites eu ficava sem dormir direito, pois começava no quarto do meu pai. Ele me usava, me chupava, me fudia e gozava dentro de mim. Quando terminava eu ia pro quarto do meu irmão mais velho e fazia a mesma coisa. O leitinho do meu pai ainda estava ali dentro então meu irmão brincava bastante na minha xota. Usava a lubrificação da minha buceta pra comer meu cuzinho também.


Pela segunda vez em uma noite eu tava recebendo porra. Mas ainda faltava meu irmão do meio que me fazia engolir sua porra. Com ele era diferente. Meu irmãozinho do meio tentava limpar a porra que escorria de dentro de mim porque gostava de brincar com minha buceta e depois vinha me chupar. De vez em quando ele conseguia me comer durante o dia quando eu ainda estava limpa. 


Meu pai não gostava de ver eles dois me comendo e meus irmãos tentavam respeitar ao máximo. Um dia a empregada flagrou meu irmão com a cara enfiada dentro da minha buceta e foi contar pro meu pai. Ela foi demitida e nada mudou. Não sei se eu fico quieta porque tenho medo ou porque sou uma vadia que gosto da putaria. 


Eu gosto da sensação de ter os 3 loucos pela minha xota e não estou pronta pra ficar sem eles. Morro de medo de arranjarem uma namorada e me abandonar. Costumeiramente eu saía do quarto deles toda suja e cansada, mal conseguia tomar banho e dormia daquele jeito. No dia seguinte meu pai me dava pílulas e eu ia pra escola com a bucetinha e o cuzinho todo bem largo e ardendo. 

hentai daddy
By - Sheillaxv

Comentários