Conto Erótico: Comecei a mamar piroca bem novinha

Gosto de mamar desde pequena: meu conto erótico.

conto erotico leite de pica
Um conto erótico de quando comecei a gostar de leitinho de pica.

Eu era muito novinha quando comecei a tomar mamadeira de piroca. Começou com uns primos que tinham a mesma idade que eu, nessa época eu devia ter uns 12 anos e a gente se escondia atrás dos carros na rua, eles colocavam o piruzinho pra fora pra e eu ficava mamando.

Ninguém nunca achava estranho um bando de moleque macho com uma menina no meio. Na verdade eles até achavam bonitinho os meninos me aceitarem nas brincadeiras. O único que não participava da putaria era o meu primo Wesley, ele era o mais velho e odiava essas reuniões. Na época ele já devia ter seus 17 anos e passava o tempo inteiro no quarto.

Ele foi o primeiro homem mais velho que chupei ainda naquela idade. Meus primos mais novos tinha uns piruzinhos pequeno e cabia na minha boca toda, mas o do Wesley era diferente, eu tive que chupá-lo também porque ele me flagrou sem roupa atrás da porta do banheiro com seu irmão, o safado depois do flagra saiu correndo e me deixou ali nua implorando pro Wesley não falar nada.

Dois dias depois do flagra ele ainda não tinha me respondido nada, meu cu tava trancado com medo dele abrir o bico, fiquei tão quieta em casa que até estranharam eu não estar brincando na rua. Quase chorando e sem aguentar ficar quieta no meu lugar eu fui até ele no quarto. Wesley tava sozinho jogando videogame, entrei e sentei na cama e fiquei olhando ele jogar.

Ele era alto e grosseiro, me mandou fechar a porta porque eu tinha esquecido, mas fez isso de um jeito muito rude. Tentei puxar assunto com ele fazendo umas perguntas sobre o jogo, mas ele mal me respondia. Eu tinha que tocar no assunto, mas estava com vergonha. Eu usava um short de dormir com uma blusa folgadinha e quando fui sentar ao lado dele na cadeira a minha blusa acabou soltando uma alça.

Suspendi rapidinho, mas ele já tinha visto meu peito de fora, ele ficou encarando um pouquinho e logo depois deu uma pausa no jogo e baixou minha alça pedindo pra deixar minha teta pra fora um pouquinho, eu não tinha tanto peito assim...parecia mais dois limõezinhos que o meu primo Wesley insistia em deixá-los para fora da minha blusa.

Ele era o próximo a me fazer de putinha e gozar em mim.

Minha bucetinha molhada aprendeu a gostar de engolir pica grossa com ele.

Mantive do jeito que ele queria então ele me perguntou o que seu irmão estava fazendo comigo no dia do flagra que eu estava pelada. Eu respondi pra ele que estávamos fazendo ``coisas``, e ele insistiu em saber detalhes dessas coisas. Tentei falar coisas superficiais e usando gírias, eu tava com muita vergonha daquela conversa e só queria que acabasse logo.

Meu primo Wesley disse que queria saber do começo e eu tive que contar, mas quando eu cheguei na parte das carícias na minha buceta ele fazia os gestos em mim e perguntava se era daquele jeito. O short de jogar bola do meu primo parecia uma barraca armada. Ele percebeu que eu ficava olhando toda hora pro volume e botou seu pau pra fora.

O Wesley me perguntava se a piroca dos meninos era grande igual a dele e nem de longe eram parecidas. Ele era muito mais velho que os meninos, seu pau tinha umas veias e um cabeção. Saía uma coisa diferente na ponta da sua piroca que sujava tudo. Eu ficava vendo o tamanho das bolas dele e ele me perguntou se eu queria pegar.

Até pensei em negar, mas ele me disse que só não contaria o flagra se eu deixasse ele brincar comigo também, fiquei quietinha naquela hora enquanto ele se levantava pra ir trancar a porta. Ele trancou bem devagarinho pra ninguém ouvir o estalo da porta. Ele me colocou deitada no chão pra não bagunçar sua cama e foi tirando minha roupa. Fiquei toda entregue aos seus caprichos.

Logo depois ele se sentou no chão também sem roupa e me fez sentar em seu colo, sua piroca roçava minha xana sem meter dentro dela. Eu tava com medo de perder o cabaço, mas ele só roçou em minha buceta e me fez deitar em cima dele com a boca em sua piroca, minha xota ficava direto na cara dele e ele aproveitava a posição pra ficar enfiando seu dedo e sua língua em mim esse foi meu primeiro 69.

Ficamos naquela posição até ele esporrar seu leite em mim. Eu não tava esperando aquilo e nem sabia que sairia tanta porra daquele jeito. Eu tava mamando seu pau quando o jato veio, não deu tempo tirar e me lambuzou inteira. Depois desse dia eu passei a chupar somente meu primo Wesley por causa do tamanho da sua pica.

Mas por causa dele os meus vizinhos da sua idade também descobriram e me faziam ir pra casa deles pra me colocar pra mamar também. Tinha um que se aproveitava de quando meus pais iam trabalhar pra pular o muro e me fazer engolir sua porra. 

Escrevi essas cenas num diário de segredos e ficava lendo e me masturbando antes de dormir como se fossem contos eróticos. Acabei perdendo meu diário quando me mudei de casa, acho que quem encontrou meu caderninho de contos eróticos deve ter achado que eu era uma verdadeira vagabunda, mas até que eu era/continuo. 

By - Sheillaxv

Comentários

  1. Nossa que linda história de experiência de vida kkk

    ResponderExcluir
  2. Quero foder novinhas são Paulo capital

    ResponderExcluir
  3. eu sou de sao paulo capital me fode entao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pós será um.prazer fuder vc bem gostoso chupar sua bucetinha ater vc gozar na boca

      Excluir
  4. Quem quer tomar leitinho só chamar sou de SP zl 1.1.9.5.4.5.2.8.2.0.2

    ResponderExcluir
  5. Sou do Rio de Janeiro,
    Estou querendo jorrar
    Meu leitinho nessa
    Boquinha gostosa

    ResponderExcluir
  6. Eu des dos 7 levava pica aguentava o marido da minha mãe me fuder toda fiquei toda arrombada porque o bixo era gigante e o pau grande é grosso , primeira semana andava de perna aberta ele ria e dizia que eu ia ser fudida de todo jeito, daí 0ra frente eu passei a da onde tivesse um pau de preferência grande e grosso hoje minha buceta tá toda arrombada meu marido a me ouvir dizer como aguentava pica , com 9 já dava pra todos do bairro menos pra um velho chamado nego porque ele rasgo minha buceta veio tarado e pauzudo nunca mais vi uma pica daquela , passei semanas tomando remédio e indo no médico que aliás ficava de pau duro porque eu tinha um fogo na minha buceta quando ficou boa eu voltei a da a buceta era incrível como minha buceta amava pauzao.

    ResponderExcluir

Postar um comentário