Aprendi andar de bicicleta sentando na pica - Parte 2

Passei um tempo envergonhada pelo que tinha acontecido com meu instrutor da academia. Eu tinha medo dele espalhar o que tinha rolado  entre a gente e ficar mal falada por isso. Meus pais eram conservadores demais pra admitir uma filha putinha em casa. 


Apesar disso eu aceitei seu convite pra andar de bicicleta outra vez. Eu tinha planejado pedir a ele pra não contar a ninguém o que tinha acontecido entre a gente e depois voltar pra casa. Mas fui convencida por ele de que tinha pedalado bem na última aula e que eu deveria continuar. Eu tinha certeza de que ele passaria novamente a mão em mim, mas quis pagar pra ver e fui com ele. 


Achei que iríamos pra uma área aberta pra pedalar, mas ele me levou pra academia onde lá nos fundos tinha umas bicicletas ergométricas que ninguém usava por ter alguns defeitos. Perguntei a ele porque estávamos ali e ele me respondeu dizendo que eu deveria aprender a pedalar direitinho primeiro. Só estávamos eu e ele dentro da sala e a porta estava trancada. 



Meu instrutor ficou ao meu lado e disse que era pra simular como se eu estivesse numa bicicleta de verdade, ele disse que meu problema era que eu não pedalava direito e reclamou da minha postura. Senti sua mão segurando o banco onde eu estava sentada, seu dedão ficava acariciando minha bunda e ele disfarçava falando coisas comigo. 


De vez em quando ele consertava minha postura, ele colocava uma mão nas minhas costas e a outra ele deixava em cima da minha xota, ele deixava ali por uns instantes e logo em seguida tirava. Era só pedalar, mas meu instrutor dizia que eu fazia errado. Fui tirada de cima da bike por ele e fui encostada na parede, ele dizia que eu só era boa em uma coisa e veio tentando me beijar.


Eu sei que não deveria ter correspondido, mas tudo foi tão rápido que eu nem consegui ter outra reação além de enfiar minha língua na boca dele. Senti sua mão dentro do meu short fazendo carícias em minha bucetinha. Naquele momento eu só conseguia lembrar do meu pai falando pra não confiar em ninguém e tava ali deixando um homem que mal conhecia colocar sua mão dentro da minha calcinha. 



Perto da gente tinha uma cadeira; meu instrutor sentou ali e me colocou em seu colo. Ele me fazia rebolar em cima do seu pau por cima da cueca; quando já não estava aguentando mais ele colocou pra fora, aquela altura eu já estava sem short e calcinha, eu usava apenas uma blusa mas meu peito já tava de fora também. 


Seu pau em baixo de mim ficava todo melado com meu melzinho. Meu instrutor via aquilo e ficava doido, ele fazia questão de me mostrar a babinha que saía da sua piroca. Sem que eu tivesse esperando ele meteu de vez dentro da minha buceta. Naquele momento eu soltei um gemidinho em seu ouvido, em seguida fui colocada deitada no chão e ele começou a comer minha bucetinha. 


Cada estocada que ele dava dentro de mim parecia que ele queria me atravessar com sua pica. Ele tava com mais tesão que a última foda. Tinha uns alunos malhando na sala principal ainda e de vez em quando um tentava abrir a porta que a gente estava; quando isso acontecia ele tapava minha boca com força pra ninguém escutar meu gemido. 


Minha bucetinha já estava latejando recebendo sua piroca dentro de mim. Acabei gozando com o vai e vem que ele fazia. Quando minha xana começou a apertar seu pau e ele percebeu que eu tava gozando com tudo aquilo ele começou a me xingar de putinha. Ele dizia que eu tava inventando não saber andar de bicicleta só pra levar rola. 


Cada vez ele metia mais forte e mais rápido, até que não aguentou mais segurar sua porra e esporrou seu leitinho todo dentro de mim. Sem camisinha eu vi seu leite escorrer da minha xota. Ele tinha gozado muito dentro de mim e eu tinha que esperar sair tudo da minha buceta pra vestir minha calcinha. Ele saiu da sala e me deixou ali tirando sua gala da minha xana.
sexo com professor


By - Sheillaxv

Comentários