Trepando com desconhecido no banheiro da rodoviária I Contos Eróticos


Me chamo Larissa, tenho 25 anos e quero compartilhar com vocês o que aconteceu numa rodoviária durante uma viagem que fiz pra Bahia. Era a minha primeira vez viajando pra outro Estado, eu estava sozinha e mega empolgada com tudo aquilo. 


Tudo começou já meio cagado, o ônibus que estava marcado para 3 horas da manhã só apareceu 4 e isso já deixou todo mundo puto da vida. Por sorte eu acabei conhecendo um casal super gente boa que também estavam putos com a demora e por isso criamos uma certa amizade de buzu.  Quando finalmente entramos no carro eu finalmente pude dormir. 


O casal estava sentado umas duas cadeiras atrás da minha, ela dormia bastante, mas ele sempre ficava acordado. Quando eu passava pra ir ao banheiro ele sempre me olhava de cima a baixo. Um momento eu passei e meio que senti uma mão passando na minha bunda. Achei que pudesse ter sido ele, mas porra... tinha que ser coisa da minha cabeça e deixei pra lá. 


Ainda no primeiro dia de viagem já estava escurecendo quando o buzu parou pra jantar, eram 30 minutos de parada, eu desci pra procurar algo pra comer e ele também desceu. A mulher dele ficou no carro e ele virou meu parceiro de janta. Comprei um salgado e comi enquanto conversava coisas aleatórias com ele. 


Como eu não conhecia o lugar eu fiquei procurando um banheiro passando só o olho no lugar, ele viu que eu estava procurando algo e perguntou o que era, eu respondi que era banheiro e ele avisou que era muito sujo e que eu não deveria usar. Me chamou pra eu ir nos fundos da rodoviária e disse que ficaria vigiando enquanto eu fazia. 


Eu devia ter negado, mas eu tenho pavor a banheiro mijado e como a rodoviária que a gente tava era bem precária eu acabei aceitando. Me certifiquei que ainda tínhamos tempo e que ninguém estava vendo e fui com ele. 


Chegando lá ele me encosta na parede e me beija. Eu o afastei e disse que não deveria fazer isso que ele era casado, mas ele insistiu por um beijo, o jeito sexy que ele falava acabou me convencendo a dar só um beijinho. Todo atrevido ele passava a mão em mim, beijava meu pescoço, tentava tirar meus peitos da blusa. Eu segurei até onde dava, mas acabei me entregando. 


Deixei-o chupar minha tetas; certa de que não passaria daquilo. Eu estava completamente enganada, tirando o pau pra fora o meu parceiro de janta me pediu um boquete, não adiantou em nada eu falar da sua mulher e do buzu que a gente corria o risco de perder. 


Ele dizia que a gente ainda tinha bastante tempo, eu tava morrendo de vontade de chupar ele, mas tinha que manter o cu doce. Acabei relaxando e fiquei de joelhos naquele lugar imundo pra chupar seu pau. Mamei gostoso até sua bolas. 


Ele ainda não estava satisfeito e ficava me pedindo pra comer minha bucetinha, ele conseguia me ganhar na insistência. Mas dessa vez eu mesma tirei minha calça e empinei meu rabo pra ele me comer. Fazia tanto tempo que eu não transava que eu fiquei molhada só de chupar seu pau. 


Comendo minha xota sem camisinha e com força ele acabou gozando dentro deixando tudo melado em mim. Caiu um pouco na minha calça, tentei esconder o melado com meu casaco e até deu certo, mas o motorista que viu a gente saindo pros fundos da rodoviária me olhava de um jeito como se tivesse ficado louco com a possibilidade disso ter acontecido. 


O motorista viu o jeito que a gente voltou; eu tava consertando meus peitos com o zíper da calça aberto e quando eu estava subindo ele me chamou de putinha gostosa dando uma tapa discreta na minha bunda.
hentai novinha gostosa
By - Sheillaxv

Comentários