Rapidinha no beco da favela I Contos Eróticos

21 anos estava fazendo no dia. Queria comemorar de um jeito diferente então conversando com alguns amigos que moravam no morro eu decidi que passaria no bailão. A festa iria começar bem tarde da noite, mas eu fui um dia antes pra conhecer um pouco. 


Eu morava na cidade vizinha então não tinha muito contato. Fui conhecer porque meus amigos da faculdade morava lá ou bem perto. Fiquei dormindo na casa de uma amiga. Pedi pra ela pra gente sair pra dar uns roles pelo morro, mas ela não queria porque eu ficava encarando o povo, com muito sacrifício convenci ela a me levar. 


Subindo mais o morro a gente parou numa quadra de futsal e sentou nas arquibancadas pra chupar um picolé, os caras ouriçados não paravam de olhar pra gente. Um mais ousado chegou mais perto e sentou ao meu lado puxando conversa. Ele tinha uma lábia tão grande que eu até passei meu número. 


Quando saímos de lá a minha amiga falou pra ter cuidado e não aceitar a ligação porque ele era da boca. Fiquei chocada na hora, mas até gostei da atenção que recebi dele. No dia seguinte pela noite a gente foi pro bailão e eu encontrei novamente com ele, mas tentei não dar muita bola porque ele estava segurando uma arma e tinha outra bem visível na sua cintura, ele não fazia nenhuma questão de esconder. 


Ele se chamava Willian, era até bonitinho... me olhava a festa inteira me deixando muito sem graça. No meio do bailão ele chegou em mim pra conversar, na maior lábia ele acabou me convencendo a sair com ele dali porque não dava pra conversar direito com o barulho. Mesmo morrendo de medo de traficante eu fui com ele. 


Paramos numa esquina pra ``conversar``, mas logo ele tentou dar um beijo em mim, a primeira vez eu virei o rosto, mas depois eu cedi e o beijei. Porra, que beijo gostoso, eu usava uma blusa que deixava minha barriga exposta e isso fazia eu sentir sua arma na minha barriga, eu tentava sempre tirar meu corpo dali e ele percebeu. Willian olhou pra mim quando viu e perguntou se eu tinha medo, fiquei uns segundos calada e ele insistiu em saber da resposta. 


Eu disse que sim, ele não gostou muito e tirou a arma da cintura e passou bem no biquinho dos meus peitos por cima da blusa. Gelei na hora, minhas pernas ficaram bambas e eu tentei sair, me segurando pelo braço o Willian me puxou e forçou mais um beijo. Acabei correspondendo por pressão, mas o meu desejo era sair dali. 


Depois de me beijar ele puxou minha blusa pra baixo deixando meu peito exposto. Estávamos num beco escuro, quase não passava gente, eu não sabia se sentia mais medo por ser deserto ou pela possibilidade de alguém passar e me ver com os peitos pra fora. Ele deu umas mamadas no meu peito e eu nem conseguia negar. 


Ele chupava meu peito tão gostoso quanto me beijava, por uns momentos até esqueci que ele estava armado. Quando ele tirou a boca dos meus seios eu achei que teria acabado, mas ele me virou de costas e me colou na parede. 


Se ajoelhando atrás de mim ele baixou minha calça até o chão, afastou minha calcinha pro lado e enfiou sua cara na minha bunda procurando meu cuzinho com sua língua. Pra facilitar sua vida eu abri mais a minha bunda pra ele ter acesso total. Ele descia sua língua até a entrada da minha bucetinha e brincava fingindo que ia meter. 


Me virando de frente ele começou a chupar meu grelo quase me fazendo gozar em sua boca. Trocamos de posição, Willian me forçou a ficar de joelhos pra chupar sua piroca. Ele fodia minha boca como se fosse uma buceta. Sua bolas batiam no meu queixo que até machucava, sem me avisar ele gozou dentro da minha boca e me forçou a engolir. 


Achei que tivesse acabado e me levantei pra vestir minha roupa, mas ele interrompeu meu movimento e me fez ficar de costas pra ele novamente, me inclinou um pouco pra frente e afastou minha bunda com sua mão, mirou seu pau dentro da minha xota e começou a me comer. 


Estava escuro, mas as pessoas que passavam ali conseguiam ver o que acontecia, ao lado tinha uma casa aparentemente com pessoas ali naquele momento, mas o Willian não estava nem aí, continuou fudendo minha buceta até gozar dentro dela, senti seu leite escorrendo pela minha perna. Minha calcinha não conseguia segurar a quantidade de porra que ele esporrou dentro de mim. Depois de me vesti ele ainda me levou até minha amiga.
novinha gostosa
By - Sheillaxv

Comentários