O corno do meu namorado dormiu e eu trepei com a irmã dele I Contos Eróticos

Quem nunca teve vontade de fuder com a própria cunhada que atire a primeira pedra. Uma morena linda, seios deliciosos e lindos, uma bunda gostosa. Um cheirinho de puta que me deixava louca. Sempre fui afim de pegar essa menina, mas deixei quieto quando comecei a namorar seu irmão. 


Ela se chamava Flávia, tinha a mesma idade que eu e pertencíamos ao mesmo grupo. Antes de eu namorar o seu irmão a gente flertava um pouco e um dia quase se pegou. De vez em quando a gente entrava numas brincadeiras de dar selinho e eu sempre escolhia ela.  


Isso acabou virando costume da gente até que uma vez ela deu uma mordida nos meus lábios e eu achei melhor a gente parar com isso, pois eu namorava seu irmão. Eu costumava dizer que ela era a minha namorada de cachaça porque a gente sempre sobrava bebendo junto. 


Foi em uma dessas bebedeiras que a gente fudeu gostoso no quarto ao lado que meu namorado dormia. A gente tinha acabado de voltar de uma festa. Estávamos na minha casa pra termos mais privacidade. Meu namorado louco de cachaça logo dormiu. 


Eu e minha cunhada fomos tomar banho e comer alguma coisa. Ela perguntou se podia assistir pois estava sem sono e eu fui com ela. Ver aquela garota só de blusa e calcinha me deu um tesão da porra. 


Quando aparecia algo engraçado na tv ela ria tanto que suas tetas pulavam um pouco e eu não conseguia disfarçar meu olhar de tesão. Ela colocou sua perna em cima da minha e eu acabei ficando com uma visão maior da sua calcinha. Até pensei em avisar pra ela fechar a perna, mas eu tava adorando a visão. 


Ela usava uma calcinha vermelha, sua buceta era bem volumosa...tinha cara de ser uma delícia pra chupar. Minha buceta ficou molhada rapidinho. Flávia percebeu que eu não parava de olhar pra sua buceta e me perguntou se eu queria tirar foto. 


Ela disse isso brincando, mas aquela altura eu já estava com bastante tesão, eu respondi que dispensaria a foto que tava afim mesmo era de uma chupada. Atrevida ela puxou sua calcinha pro lado e me mandou ficar a vontade. Eu percebi o tom de brincadeira na voz dela, mas fiquei louca com a visão da buceta linda dela. 


Cai de boca naquela xota sem pensar duas vezes. Ela tinha um gosto incrível. Seu grelinho não demorou muito e já estava piscando na minha boca. Ela dava uns gemidinhos que me deixava com mais tesão ainda. Beijando cada pedacinho do seu corpo eu subi até alcançar seus peitos e mamar bem gostoso. 


Aquela altura já estávamos completamente sem roupas no sofá, eu enfiava meus dedos dentro da sua buceta e chupava seu grelo com vontade. Ela acabou gozando na minha boca e trocamos de posição. Ela me chupava até me ouvir gemer, eu quase não conseguia controlar. 


Senti meu corpo estremecer por uns segundos e logo depois eu gozei gostoso, ela se levantou me dando um beijo na boca. Minha buceta estava toda encharcada com sua chupada. 


Meu grelo ainda estava duro por causa dela e eu fui tomar banho de novo pra tirar o cheiro de sexo lésbico que tinha ficado em mim. Deitei ao lado do meu namorado morrendo de vontade de dormir agarrada com minha cunhada. 
contos eroticos lesbicas gostosas
By - Sheillaxv

Comentários

Postar um comentário