Minha filha gordinha bateu uma punheta pra mim I Contos Eróticos

Minha filha desde cedo se masturba. Ela devia ter uns 13 anos quando eu peguei ela colocando a cara da boneca na sua buceta. Ela fechava os olhos enquanto fazia isso provavelmente tendo seus primeiros orgasmos. Nunca contei pra ela que sabia disso pra ela não ficar com vergonha. 


Seu nome é Alice, hoje ela tem 17, é bem cheinha e por isso ela não gosta de sair muito. Ficamos muito próximos desde a morte da sua mãe. Eu nunca mais tive outra mulher pra não confundir sua cabeça. Quando eu precisava de um carinho a mais eu tinha que procurar na rua. Diversas vezes sai no meio da noite enquanto ela dormia pra comer alguma puta na rua. 


Mas houve uns tempo que eu sosseguei, não tinha tempo pra fazer nada e estava muito estressado, certeza que era por causa da falta de sexo. Vivia excitado e brigava muito com minha filha. Eu tinha que me contentar com uma punheta solo na madrugada. Até que em uma dessas punhetas ela me flagrou na sala. 


Achei que ela tivesse dormindo. Liguei a tv num programa de mulher pelada e comecei a me ordenhar. Deixei o volume baixinho, mas não adiantou nada. Quando eu tava prestes a gozar minha filha apareceu do nada me chamando. Broxei na hora, rapidamente tentei esconder minha piroca, mas ela já tinha visto. 


Então Alice sentou-se ao meu lado me perguntando se eu estava bem, eu não entendi aquilo e respondi que sim. Ela me disse que sabia que eu estava daquele jeito porque eu nunca mais tinha tido uma mulher pra comer. Logo fiquei irritado e avisei que aquilo não era assunto pra uma menina. Me interrompendo e mostrando suas tetas deliciosas ela disse que queria ser a minha mulherzinha. 


Eu não tive reação, fiquei vidrado olhando pras tetas da minha filha. Num segundo e meu pau já estava duro feito pedra outra vez, eu tava louco pra mamar nela, mas tinha que me conter. Ela pedia pra eu chupar, dizia que queria sentir minha língua em seus peitos e buceta. Lentamente eu me entreguei e enfiei minha cara chupando cada parte das tetas da minha filha putinha. 


Aquela gordinha safada era uma verdadeira puta e eu não fazia ideia de onde ela tinha aprendido aquilo. Minha própria filha estava ali pedindo pra chupar minha pica, por dentro eu queria dizer não porque era errado, mas a única coisa que fiz foi guiar sua cabeça até minha piroca dura. Fiz a vadia mamar até engasgar no pau. 


Ela tinha uma boca incrível, chupou tão gostoso que eu acabei gozando dentro da sua garganta. Eu mal podia acreditar no que tinha acontecido. Me senti mal, mas ela colocou sua cabeça no meu peito e me olhando com uma cara de anjinho me perguntou se eu tinha gostado, eu respondi que sim então ela se levantou e me fez tocar em sua bucetinha pra sentir o quanto ela estava molhada e foi dormir. 


Desde então eu passei a comer minha filha sempre que podia. Ela começou sentando no meu colo esperando eu tocá-la. A safada me fazia delirar rebolando em meu pau, parecia com as putas que eu pagava pra comer. Na rua éramos pai e filha, mas quando não tinha ninguém olhando ou estávamos em casa a gente trepava feito dois animais. 
hentai chupando piroca
By - Sheillaxv







Comentários