Meu pai gosta de me assistir dando a buceta I Contos Eróticos

Faz pouco tempo que eu descobri o fetiche estranho do meu pai. Eu estava num momento íntimo com meu namorado, olhei pela janela e o encontrei ali espiando. Ele ficou quieto e eu achei que tinha sido sem querer, mas pelo tempo que meu pai ficou espiando eu desconfiei que ele tava se excitando com aquilo.

Achei que seria só uma vez, mas aí teve a segunda, terceira. Quando dei por mim meu pai já acompanhava todas as trepadas que eu tinha com meu namorado. Chegou a tal ponto dele aumentar o buraco na janela pra ter uma visão mais detalhada do que acontecia em nossa intimidade. 


Eu tava louca pra acabar com tudo aquilo, mas por incrível que pareça eu ficava com mais tesão quando sabia que ele tava lá. Meu pai esperava minha mãe dormir pra fazer isso. Ele a convencia deitar cedo pra sobrar mais tempo pra ele espiar. 


No começo eu fazia de tudo pra terminar a foda antes do meu paizinho aparecer, mas depois de um tempo eu até enrolava meu namorado pra ter certeza que teria meu pai ali espiando tudo. Sei como é estranho pra alguém ler esse tipo de coisa, mas de uma forma errada aquilo me excitava muito.


Quando meu pai chegava pro seu posto de cada dia, eu virava minha buceta pro lado da janela então meu namorado me comia gostoso, ele não fazia ideia que meu pai assistia, então ele me fodia como se eu fosse uma prostituta barata. Ele surrava minha bunda e fazia eu ficar de joelhos chupando sua pica, meu pai do outro lado assistia tudo morrendo de tesão.


Meu namorado me fazia fica de quatro no chão e sempre insistia em comer meu cu, eu só liberei porque sabia que meu pai estaria ali assistindo tudo. Depois de me deixar bem lubrificada ele enfiava devagarinho até ter enfiado até o talo dentro de mim, no começo doía pra caralho, mas rapidinho ficava gostoso.


Quando a foda era pelo cu o meu pai ficava tão louco que se eu ficasse quietinha eu conseguia ouvir o gemido dele, mas pro meu namorado não desconfiar eu gemia mais alto pra cobrir os dele. Se eu tivesse um pouquinho mais de coragem teria chamado meu pai pra me fuder junto com meu namoradinho, mas a única coisa que eu conseguia fazer era proporcionar esse momento de sexo ao vivo.


Meu namorado gostava de intercalar as enfiadas entre meu cu e minha buceta. Tinha dias que ele dava uma metida por vez nos dois, eu terminava a foda com meus dois buracos completamente arregaçados, caberia uma mão de tão grande. 


Enquanto meu namorado fodia minha buceta com seu pau ele usava seus dedos dentro do meu cu, era aí que meu pai surtava. Eu via meu papai aumentando o ritmo da sua punheta na medida que meu namorado aumentava o ritmo das suas estocadas em minha xota. 


Quando ele gozava eu conseguia ver sua feição de prazer ao ejacular com aquela cena. Mas meu pai ainda não ia embora, ele esperava o inocente do meu namorado me colocar de joelhos e gozar na minha boca.


Toda lambuzada eu ia pro chuveiro me limpar, no outro dia todo mundo fingia que nada tinha acontecido. Minha mãe ainda achava que dormíamos juntos, mas não trepava por causa do casamento e meu pai ainda fingia que não espiava a filhinha dele sendo feita de puta. Uma família bem sacana.
contos eroticos flagras sexo
By - Sheillaxv

Comentários