Meu padrasto me acorrentou na cama e me comeu

Meu padrasto sempre odiou que eu chegasse bêbada em casa. Ele dizia que era coisa de puta e que eu não deveria fazer isso, a gente costumava brigar muito porque eu sempre fui uma garota muito namoradeira e não aceitava seus sermões. 


Aos 16 anos eu voltei pra casa completamente cheia de cachaça. Eu aproveitei que minha mãe tinha viajado e estava só eu e meu padrasto pra ir numa bailão que teria perto de casa. Meu padrasto não viu a hora que eu saí só o momento que cheguei. 


Minhas amigas me levaram até em casa e meu padrasto puto fez com que elas fossem embora correndo. Eu estava completamente molhada. Estava sem calcinha e minha saia estava fora do lugar. Meu padrasto perguntava o que tinha acontecido e eu só conseguia mandar ele calar a boca. 


Ele me levou até meu quarto, me prometeu dar uma surra em mim. No fundo eu tinha medo dele realmente fazer isso, mas fui levando na brincadeira. Eu esqueci que tava sem calcinha e acabei abrindo as pernas sem querer. Vi seu olhar fixado na minha bucetinha que tinha sido fodida a noite inteira. 


Ele entrou no quarto dele e trouxe uma corrente que ele usava no seu serviço. Ele disse que aquilo era pra eu não fugir enquanto apanhava. Gelei na hora, eu disse que chamaria minha mãe, mas eu já estava presa. Ele me mandava levantar e eu não conseguia. 


Meu padrasto puxou um sinto e ameaçou me bater, por reflexo eu acabei tentando chutar ele o que fez minha saia subir mais ainda. Eu tava praticamente nua na sua frente só usava uma blusinha que mostrava minha barriga. Quanto mais eu me balançava mais ele fingia que ia bater, só pra me ver de pernas abertas. 


Sua calça de dormir logo começou a criar um volume estranho. Ele tava ficando de pau duro enquanto via minha buceta. De vez em quando ele passava a mão me mandando ficar quieta. Ele já tinha visto que eu tava vermelhinha por causa da foda. Ele passava seus dedos no meu grelinho e brigava comigo. 


Sem tirar as correntes da minha mão ele abriu mais as minhas pernas com bastante facilidade e começou a chupar minha buceta. Fiquei com medo na hora, tinha a minha mãe e eu não queria fazer aquilo, eu pedia pra ele parar, mas ele não ligava. 


Eu tentava tirar ele dali com minhas pernas, mas isso só fazia ele chupar mais. O pior é que ele chupava gostoso e aquilo me deixava molhadinha. Quando meu melzinho começou a escorrer ele percebeu que eu estava gostando e me chamando de vadiazinha se levantou e meteu sem dó o seu pau dentro de mim. 


Num vai e vem dentro da minha buceta eu acabei gozando, dei um gemido baixinho isso fez com que meu padrasto ficasse louco e começasse a bombar mais forte e mais rápido na minha buceta. Eu conseguia ouvir o barulho do pau dele entrando em mim. Eu já tinha dado minha buceta umas 3 vezes naquela noite e tava indo pra 4. 


Eu pedia o tempo todo pra ele parar apesar de estar gostando da foda, mas ele sabia que eu curtia e não parou até sentir vontade de gozar. Quando seu leitinho estava vindo meu padrasto tirou seu pau de dentro da minha buceta e mirou tudo dentro da minha boca me fazendo engolir toda sua porra quente. 

forçando hentai
By - Sheillaxv

Comentários