Confundi meu vizinho com meu namorado e dei o cuzinho I Contos Eróticos

Queria deixar claro que sou apaixonada pelo meu namorado. Apesar de ter pensamento eróticos com outros homens eu nunca pensei que pudessem ser concretizados. 


Eu não queria ter trepado com outro homem, mas quando eu bebo fico tão louca e excitada que qualquer sinal de sexo eu já fico molhadinha. Meu vizinho que não é nada bobo e sabia desse meu ponto fraco se aproveitou disso.


Eu namorava o Mauro fazia pouco tempo, no máximo 7 meses. A gente se conheceu na faculdade e como tínhamos aula juntos eu mal podia ficar sozinha um pouco. 


Me sentia muito sufocada então quando eu podia dar uma saída pra beber com uns amigos eu sempre ia. Aqui perto de casa tem um bar que eu vou sempre com a galera e foi justo nesse lugar que eu perdi o controle e o cabaço do cu.


Sempre brinquei com meu namorado que ele era a cara do meu vizinho, nesse dia que fui beber o meu vizinho estava lá também, mas em uma roda de amigos diferente. Ele foi embora mais cedo do que eu, mas parou numa pracinha e a gente acabou se encontrando de novo. A essa altura eu já estava bêbada praticamente sendo carregada por uma amiga.


Quando bati o olho no garoto eu já fui fazendo escândalo pra falar com ele, eu ainda não tinha me dado conta de que era a pessoa errada. A amiga que estava comigo morava longe e meu vizinho ficou com a responsabilidade de me levar pra casa por morarmos quase um ao lado do outro. Nos becos quase chegando perto de casa eu fui tentar beijar ele.


Meu vizinho era um doce e até tentou resistir por um tempo me avisando que eu namorava, mas eu estava certa de que tava beijando meu namorado mesmo e não parei. Mas acho que em um momento meu vizinho percebeu que de fato eu não fazia ideia da troca e acabou se aproveitando da situação. Ele não só correspondia aos meus beijos como me bolinava de um jeito que meu namorado nunca tinha feito.


O Mauro queria esperar até o casamento pra trepar comigo, eu morria com isso, mas respeitava. Com o meu vizinho me escorando na parede eu tirei o atraso dos 7 meses que passei sem nem chupar uma piroca. 


O safado tirou minha roupa no beco, sorte que não passaria ninguém por causa do horário e tava bem escuro. Enfiando sua mão dentro da minha buceta ele viu que tava molhada e se ajoelhou pra chupar.


Abri o máximo que podia, aquela altura eu já tinha perdido até minha calcinha. A gente tava escorado na parede de uma casa, tinha uma janela ali e alguém nos espiava, provavelmente era o meu vizinho safado. Vi uma movimentação rápida na altura de sua cintura e aquele pervertido tava se acabando na punheta, a mulher dele com certeza tava dormindo e ele ali assistindo porno ao vivo.


Meu vizinho nem tava preocupado com alguém nos vendo só queria me comer, eu tava menos ainda de tão bêbada que eu fiquei. Enquanto ele ainda me chupava eu acabei gozando em sua boca, era tanto tesão acumulado que acho que ejaculei um pouquinho em sua boca, mas ele não desperdiçou uma gota, lambeu tudo.


Ele se levantou e fazendo carinho em meu rosto pediu pra eu pagar um boquete na piroca do vizinho. Quando ele disse isso eu meio que percebi a merda que tava fazendo, mas não tinha mais volta, eu tava pensando na desculpa que daria pro meu homem, mas enquanto isso eu me abaixei pra abocanhar sua piroca.


Quando me dei conta do tamanho da pica que teria que aguentar eu me molhei de novo. Pedi pra ele sentar no chão e o safado obedeceu, aproveitei pra montar em sua piroca e cavalgar gostoso. Enquanto isso na janela ao lado o pervertido tava quase gozando sujando a cortina da sua querida esposa.


Tava uma delícia toda aquela putaria, mas ainda não era o suficiente, ele queria meu cuzinho e eu não tinha peito pra negar, na verdade eu tava tão molhada que ele usou minha buceta pra lubrificar meu cu. Foi tanto que eu nem senti entrando, só percebi quando ele falou baixinho no meu ouvido que meu cuzinho parecia uma xota quentinha.


Me fez ficar de 4 e batendo na minha bunda me fudeu até gozar dentro lá no fundo do meu cuzinho. A piroca dele era grossa e quando tirou de dentro de mim ficou um buraco que eu mal conseguia fechar mesmo forçando. Por causa disso seu leitinho escorria pelas minhas pernas. Voltei pra casa daquele jeito sem calcinha porque não encontrei.


No dia seguinte eu fui pra minha aula e quando passei por aquele beco o vizinho que tinha nos espionado estava parado, ele me cumprimentou e tirou minha calcinha do seu bolso. Confesso que fiquei excitada com aquilo apesar dos apesares. Meu namorado ainda não sabe do chifre, e eu ainda confundo os dois com maior prazer.
sexo com vizinho
By - Sheillaxv






Comentários

Postar um comentário