Acordei com o Uber me dedando I Contos Eróticos

Não sou muito de beber, mas quando isso acontece eu perco completamente o controle. Eu tinha acabado de começar o semestre na faculdade. Estava super empolgada com a calourada de boas vindas que acabei esquecendo dos meus limites. 


Eu literalmente acabei com a cachaça daquele lugar. Eu estava tão louca que só descobri muito tempo depois quem tinha chamado um uber pra mim. Eu desfaleci no carro assim que entrei. Lembro perfeitamente de algumas coisas que aconteceram apesar de estar com os olhos fechados. 


O motorista foi até gentil. Se apresentou como Lucas e tentava o tempo todo me manter acordada, mas em um momento eu fechei os olhos e ele deve ter pensado que eu dormi. Mas eu estava consciente apesar de estar com os olhos fechados. 


De vez em quando ele me cutucava no braço me chamando pelo nome, como eu não respondia; ele continuava. Ficamos com isso por um tempinho até que o carro começou a andar mais devagar, parecia que na frente havia uma sinaleira, mas percebi que não era pois ele puxou o freio de mão. 


Consegui abrir os olhos levemente e era uma rua escura cheia de mato. Lucas continuava a tentar falar comigo, eu não esboçava muitas reações. Ele chegou bem perto do meu ouvido e perguntou baixinho se eu estava bem. Eu acabei ficando arrepiada com isso e ele viu, Lucas deu uma risada de leve e voltou a falar comigo.  


Lucas me balançava pra tentar me acordar, suas mãos estavam na minha coxa e de vez em quando ele escorregava sua mão até o meio das minhas pernas. Ele dizia que era sem querer, mas escapava toda hora e eu comecei a desconfiar. No decorrer do tempo sua mão passava mais tempo entre as minhas pernas e ele não estava mais preocupado se eu iria reclamar. 


Sua última tentativa ele não tirou a mão em seguida e deixou ali pra ver se eu reclamava, mas eu estava sem forças para abrir os olhos e tinha menos ainda para falar alguma coisa. Acho que ele entendeu o meu silêncio como um sinal de que eu estava gostando e afastou meu short pro lado. 


Eu não estava usando calcinha, tinha perdido ela na festa enquanto dava a buceta pra um amigo, quando ele me viu naquele estado ficou louco. Me chamando de putinha ele enfiou seu dedo bem no fundo da minha buceta. 


Minha buceta estava molhadinha. Eu amo quando pegam na minha buceta com força assim, então quando ele enfiou seu dedo de vez, eu soltei um gemidinho de leve no seu ouvido. 


Isso foi o suficiente para ele tirar o meu short completamente e cair de boca na minha buceta. Ele chupava gostoso a minha buceta que tinha sido gozada a noite toda. Meu grelinho estava até duro por causa do tesão de mais cedo. Ele apoiou minhas pernas no painel para facilitar sua vida e me chupou até me fazer gozar em sua boca. 


Louco pra me comer, Lucas desceu do carro e foi pro lado do passageiro; abriu a porta e colocou minhas pernas pro lado de fora. Ele me arreganhou toda e começou a meter sua piroca dentro da minha xana. Finalmente consegui abrir os olhos pra ver o homem que estava me comendo. 


Ele parecia que nunca mais tinha comido uma buceta, me fudia feito um animal no cio. No seu dedo eu consegui ver uma aliança. O safado era casado, acho que por isso eu fiquei com mais tesão. Eu adorava fuder com homem casado. 


Minha buceta começou a escorrer com meu próprio gozo, a cara dele de tesão me comendo era mais deliciosa ainda. Lucas queria comer meu cu, mas eu não deixei. Aceitei apenas sua gozada lá no fundo da minha buceta. Ele me deixou toda encharcada e me levou pra minha casa em seguida. Antes de sair do carro eu ainda dei um selinho nele para agradecer a corrida. 

contos eroticos

By - Sheillaxv

Comentários

Postar um comentário