Virei putinha inocente do meu professor particular

Viciada em sexo desde criança a minha mãe nem desconfiava que eu deixava os homens na rua passarem a mão em mim. Metade dos homens da vila onde eu morava aos 14 anos já tinha tirado uma casquinha da minha buceta.



Normalmente eles se aproveitavam de mim quando eu estava brincando, eles me chamavam no cantinho da parede no escuro ou atrás de algum carro pra ficar me sarrando, nunca chegaram a me comer assim na rua, mas já recebi diversas gozadas na bunda e já engoli muita porra daquele jeito.


Na época que minha mãe contratou um professor particular para me ajudar no colégio eu estava indo muito mal nas notas e minha mãe já estava puta comigo. Era um professor já bem maduro, no começo das aulas ele era bem severo comigo. 


Uma vez cheguei até a chorar pra minha mãe pedindo para ele não me dar mais aulas, mas ela não ligou. Ele continuou indo até a minha casa 2 vezes por semana, quando ele percebeu que eu estava mais distante começou a ser menos frio comigo e foi aí que tudo começou. 


Com o tempo nós já tínhamos uma certa intimidade e ele já sentia liberdade o suficiente pra passar a mão na minha perna. Eu sempre usei shortinho curto e acho que isso deixava ele meio excitado. Uma vez eu estava sentada na cadeira apoiando o livro na minha perna enquanto escrevia. Ele chegou e me pegou daquele jeito e me repreendeu. 


Me deu uma lição de moral sobre o porque aquilo era errado e colocou sua mão na minha perna para segundo ele segurar o livro direito. No começo eu nem percebi suas reais intenções, comecei a desconfiar quando ele moveu seus dedos no meio da minha perna de uma forma obscena. 


Eu já estava acostumada com essas carícias na rua e saquei que ele tava tentando me tocar e facilitando a vida dele eu abri mais as pernas o que causou surpresa no meu professor. Com mais acesso a minha xoxota ele ficava acariciando ela por baixo do livro. 


Ele disse que a minha postura na cadeira também estava errada e se levantou pra me consertar. Quase me encoxando na cadeira o seu pau estava na altura do meu rosto. e ele pressionava me fazendo botar a cara no seu pau. Ele ficou assim por uns segundos e logo saiu. 


Me pediu para levantar e sentar no colo dele pois eu ainda não tinha entendido como sentar direito. Fiz o que ele mandou e logo estava em cima do seu colo pressionando seu pau com minha bunda gostosa. Segurando na minha cintura ele me fazia rebolar enquanto ele soltava uns gemidos no meu ouvido. 


Ele perguntava sempre se eu estava entendendo direito e como uma boa aluna que eu era disse que entendi tudo. Com um pouco mais de confiança ele levou suas mãos da minha cintura até a minha buceta por cima do short e fazendo carinhos nela eu acabei relaxando. Coloquei minha cabeça no seu ombro e deixei ele abusar de mim. 


Coloquei minhas pernas em cima da mesa pra facilitar e meu professor abriu o zíper do meu short e enfiou sua mão dentro da minha calcinha. Começou a dedilhar minha buceta que rapidinho ficou molhada com seu toque. Quando ele percebeu meu tesão de vadia se levantou e botou sua piroca pra fora. 


Ele enfiou de vez dentro da minha boca e me fez chupar tudo até o talo. Depois de pagar um boquete pra ele eu fiquei de 4 esperando sua pica dentro de mim. Aproveitando que no momento minha mãe tinha saído ele começou a me fuder. Minha bucetinha latejava de tesão enquanto ele me comia. 


Eu apertava tanto o pau dele com minha buceta que ele acabou gozando dentro de mim. Com um sentimento de culpa ele voltou no dia seguinte com uma pílula e me fez tomar escondido da minha mãe. Ele começou a marcar aulas particulares na sua casa só pra me comer, e besta do jeito que minha mãe era sempre acreditava nas desculpas que o safado dava. 


puta safada

By - Sheillaxv

Comentários

Postar um comentário