Flagrei minha enteada brincando de boquete

Quando me casei pela segunda vez eu ganhei uma enteada quase filha que veio morar com a gente. Toda noite eu comia a mãe dela e como os quartos eram próximos e a casa pequena ela sempre escutava tudo. 


Diversas vezes enquanto eu trepava com a mãe dela eu via a danadinha espiando pelo cantinho da cortina. Nunca contei isso pra mãe dela, eu gostava de saber que ela curtia espiar. Já flagrei ela tocando uma siririca depois de ter me visto gozando na mãe dela, mas guardei também, eu sentia um tesão do caralho com isso. 


Pela idade dela eu tentava entender que era porque ela estava crescendo, ela tinha só 14 aninhos, devia estar no auge do seu apetite sexual. Com um tempo começou os boatos na rua de que minha enteada estava pagando boquete e dando a bucetinha pra geral no bairro. Eu sabia que era verdade, mas tentei esconder da mãe dela. 


Ela sempre saía de tardezinha com a desculpa de que iria brincar de bicicleta ou de pique esconde com os amigos, mas eu desconfiava que era naquele momento que ela se escondia atrás das casas pra fuder com algum amiguinho, certa vez vi até um vídeo dela com as pernas abertas deixando um moleque que morava aqui ao lado chupar sua xota. 


Fiz o cara que me mostrou apagar o vídeo e guardei uma cópia pra mim, toquei uma punheta do caralho com aquela buceta meladinha e inocente. Eu pegava plantão no trabalho durante o dia e só chegava a noite. No dia que flagrei ela pagando boquete pros amigos eu tinha saído mais cedo. 


As 19 horas eu já estava voltando pra casa e minha enteada ainda estava na rua brincando. Assim que botei o pé na esquina eu vi um movimento na casa do vizinho que estava em construção. Logo na frente era uma garagem com uns restos de construção pra todo lado, parei pra ver o que tava acontecendo quando vi um moleque de rua saindo de lá consertando o pau e falando com outro de uma putinha que chupava gostoso. 


Algo em mim disse que a putinha era minha enteada então fui ver o que tava rolando. Quando botei a cara numa greta de bloco quebrado eu a flagrei chupando o pinto de um moleque. Sua boca estava atolada no pau dele. A menina quase se entalava quando o pivete safado fodia sua garganta, ele não tinha dó dela e metia até o talo. 


Ela quase vomitou umas 3 vezes, mas sempre voltava a chupar. Não tinha mais ninguém ali, mas provavelmente devia ter uma fila de moleque pra receber boquete dela de tanta porra que eu vi no chão. Aquele menino deveria ser o último. 


Eu todo excitado vendo aquela cena quase saquei meu pau pra fora pra tocar uma punheta, mas resolvi fazer diferente. Dei um flagra nos dois fazendo o moleque correr com o pau pra fora. Ela toda assustada começou a chorar pedindo desculpa. 


Dava nem pra levar a sério, eu sabia que a menina era candidata a vadia e com a boca toda melada de porra chegava até a ser engraçado. Minha enteada implorava pra eu não contar pra mãe dela que ela nunca mais iria fazer aquilo... 


Meu pau tava super duro vendo aquela cena de humilhação da minha enteada com as tetas pra fora. Eu disse pra ela que só não contaria pra mãe dela se eu recebesse um agrado também. Nessa hora eu botei minha pica pra fora e fui me aproximando dela. 


Fiz ela ficar de joelhos e abrir a boca. A putinha sabia chupar gostoso igual a mãe. Ela devia ter aprendido a chupar enquanto nos assistia...enquanto ela colocava meu pau na sua boca eu comecei a falar que sabia que ela me espiava comendo a mãe dela e que hoje era a sua vez. 


Ela meio assustada parou de me chupar e eu aproveitei pra tirar o resto da sua roupa. Levei ela mais pra dentro de casa pra ninguém pegar a gente e já colocando ela deitada no chão eu abri suas pernas e comecei a fuder sua buceta gostosa. 


A safada era virgem ainda, só não gritou muito enquanto eu metia porque estava bem molhadinha. Sua buceta apertava meu pau enquanto eu fodia com ela. Minhas bolas já estavam doendo de tanto leite e tesão acumulado que eu acabei gozando dentro dela. 


Foi a gozada mais gostosa da minha vida. Me levantei e ajudei ela a andar. Chegamos em casa e a mãe dela perguntou porque ela estava toda suja e eu disse que ela tinha caído. Antes de dormir eu ainda comi a mãe dela enquanto a danadinha espiava pela brecha da cortina com as mãos dentro da calcinha tocando uma siririca. 

padrasto safado flagras


By - Sheillaxv

Comentários