Enteada lésbica e madrasta safada

Fui flagrada pela minha madrasta diversas vezes chupando minha namorada. 


Sempre achei estranho o fato dela não explanar para meu pai porque qualquer outra pessoa no lugar dela faria um barraco por ver  duas mulheres trepando na sua casa.


No dia que ela me flagrou; ela ficou observando por uns segundos eu chupando ela. Eu percebi porque fiz de propósito pra saber qual é a dela. 


A diferença de idade nem era tão grande assim, meu pai curtia mulheres mais novas. Ela devia ter de 29 pra 30 e eu com 23 doida pra dar uns pegas nela. 


Tínhamos uma boa relação; a gente costumava assistir filmes no escuro em dia de domingo quando meu pai fazia plantão no hospital. Eu não era assumida nessa época ainda, a única pessoa que sabia dos meus rolês sapatão era ela. 


Eu tinha uma pontinha de dúvida se minha madrasta gostosa era hetero mesmo, então um dia resolvi tirar a prova.  No dia do flagra logo depois que ela fechou a porta envergonhada; a minha namorada foi embora e eu fui pra sala pra tentar falar com ela. 


Na sala assistindo Patrícia mal olhava pra mim, meu pai como de costume não estava em casa e eu ainda doida pra gozar fiquei sentada com ela no mesmo sofá. Fiquei puxando conversa e até que ela me respondia de boa. 


A gente era um pouco íntima e ela sempre quando estávamos assistindo ela colocava seus pés em cima da minha perna só pra fazer graça. Nesse dia ela não fez isso e pra quebrar o climão que estava entre nós eu me abaixei e peguei suas pernas para colocar em cima da minha. 


Sem maldade nenhuma comecei a fazer carinho na sua coxa, mas a merda é que eu ainda estava com tesão e acabei esquecendo que ela era minha madrasta e fui subindo minha mão até chegar na altura da sua buceta. 


Fiz carinho por cima da calcinha dela, ficava acariciando seu grelo, ela tava com os olhos fechados fingindo que não estava acontecendo nada, mas eu via sua respiração ofegante. Minha buceta não parava de piscar enquanto eu acariciava ela. 


Uma hora não aguentei mais e afastei sua calcinha pro lado pra cair de boca na sua xota. Ela se assustou um pouco, mas putinha do jeito que ela era até abriu as pernas pra facilitar. Não demorou muito ela gozou na minha boca. 


As coisas esquentaram entre nós que ela parecia uma vadia no cio. Me jogando pro outro lado do sofá a Patrícia veio pra cima de mim me beijando e chupando meus peitos, nem parecia ser a hétero quase casada com um homem mais velho. 


Quase na minha buceta ela ficava brincando com seus dedos me fazendo implorar pra ela enfiar eles em mim. Ela beijava ao redor da minha buceta e ficava sugando meu grelinho que já estava bem duro de tanto tesão que eu estava sentindo. 

Gozei na boca dela, não aguentei muito tempo. Acabei desfalecendo e dormindo com minha madrasta ali mesmo no sofá. Meu pai chegou no outro dia pela manhã; quase nos flagrando sem roupa.

novinha lesbica gostosa


By - Sheillaxv

Comentários