O dia que eu dei minha buceta pro meu professor

Meu nome é Tayla, tenho 23 anos. Atualmente faço faculdade em outra cidade um pouco mais distante da que eu moro. Acho que nunca tive desejo absurdo de pegar algum professor. 

Um pouco diferente das minhas amigas que não aguentam ver um professor vindo que logo se atiram pra cima dele. Muito pelo contrário. Sempre fui muito séria em relação a eles. Há um tempo isso tem sido um pouco mais difícil de evitar. 

Eu tenho um novo professor esse semestre, ele é típico professor de universidade que acabou de entrar, aquela barriguinha saliente de lei, cabelo tipo cebolinha, barba na cara e desejo de pegar todas as mulheres gostosas da Universidade. Durante as aulas eu usava um short bem curto quase mostrando a popa da bunda. Nunca pensei que aquilo pudesse ser um problema afinal ninguém nunca me disse nada. 

Mas eu reparava que quando eu me vestia assim ele não parava de olhar pras minhas pernas e minha bunda, com o tempo eu comecei gostar daquilo e ir sempre mais provocante pras aulas dele. Sabia que aquilo era errado, mas lá no fundo eu tava doida pra dar uns pegas no professor.  O tempo passou até que um dia ele me pediu pra esperar, pois queria conversar sobre minha nota no último trabalho. 

Assim eu fiz, esperei todo mundo sair da sala e fui de encontro à mesa dele. Assim que cheguei, ele me perguntou o que tinha acontecido e porque eu tinha tirado aquela nota.  Eu disse que tinha sido por problemas familiares e coisa e tal, pura mentira, foi porque não quis mesmo. 

Achei que por ele ser gente boa na aula ele também seria naquela hora, mas tive uma baita surpresa.  Ele começou a dizer o quanto eu era linda e que não podia deixar aquilo acontecer, mas eu teria que retribuir de alguma forma. 

Enquanto ele dizia essas coisas ele passava a mão discretamente no seu pau, acho que a tentativa de esconder esses gestos de mim não funcionou, pois eu estava vendo tudo. Achei muita petulância da parte dele e sabia o que ele queria, mas perguntei no que estava planejando só pra ter certeza.  

Achei de verdade que aquele safado iria me enrolar pra chegar nos finalmente, mas ele foi super direto quando disse que eu teria que dar a bucetinha pra ele.  A primeira coisa que pensei  foi em negar e denunciar ele por assédio, mas eu precisava muito da nota pra passar e tinha que tirar de algum lugar. Topei sair com ele por uma noite. Ele tinha marcado no apartamento dele e eu fui. 

Chegando lá nem tive tempo de respirar, ele já foi me agarrando e me beijando, acho que ele queria aquilo faz tempo. Minha boca ficou toda vermelha e sensível de tão agressivo que ele era. 

Foi tirando minha roupa de forma brutal, até me deixar apenas de  calcinha. Me jogou em cima da sua cama, afastou minha calcinha pro lado e começou a dedar minha buceta enquanto chupava meu grelo. 

Aquilo era gostoso e estranho ao mesmo tempo. Eu sabia que aquilo era errado, mas era impossível sair dali naquele momento e eu só me entreguei ao prazer da sua língua. Ele se levantou e colocou seu pau pra fora. 

Era bem mediano, mas tinha um cabeção, meu professor querido me botou pra chupar sua rola enquanto apalpava com força os meus peitos. Fiquei chupando seu pau enquanto suas bolas batiam no meu queixo, ficamos nessa putaria até ele me colocar de 4 e mirar seu pau dentro da minha buceta.  

Ele metia em mim com tanta vontade que parecia que não fodia há muito tempo. Minha buceta já toda encharcada de tesão enquanto meu professor me comia feito uma cadela. Mudamos de posição para um papai e mamãe até ele gozar. Desfaleci do outro lado até o dia seguinte quando fui acordada e mandada embora, pois a mulher dele estava prestes a chegar. Nesse semestre eu passei com 10. 

buceta greluda
By - Sheillaxv

Comentários