Ele me levou pro mato e me fudeu

Sempre fui viciada em sexo desde criança. Me recordo quando era bem novinha e eu ia pros cantos da escola namorar com os meninos escondido. 


Quando minha mãe descobria ela ficava muito puta comigo. Mas eu nunca parava. Me chamo Alana e o que eu vou contar hoje é o que aconteceu comigo quando eu tinha lá meus 14 anos. Eu já era bem safadinha nessa época. 


Já gostava de me masturbar e adorava chamar atenção dos homens na rua. Fazia de tudo pra que dessem em cima de mim. Colocava uns shorts curtos e saía na rua.  Próximo da minha casa tinha uma construção onde ficava vários pedreiros, eu sempre passava por ali me exibindo toda. Certa vez eu coloquei meu short enfiado no meu cu e passei. 


Eles piraram, foram tudo pra porta pra ficar soltando piadinha pra ninfeta safada que tava passando ali. Eu nem ligava, adorava a atenção e me excitava toda. Voltava pra casa com a buceta meladinha. 


Dois dias depois eu encontrei um dos pedreiros numa festa num povoado que eu fui. Ao redor da festa era somente mato fechado. Oportunidade incrível, o pedreiro que se chamava Luiz chegou já caçando conversa comigo. Batemos um longo papo até que ele me perguntou se eu não queria ir pra outro lugar pois ali tinha muita muvuca. 


Claro que eu percebi suas intenções até porque ali não tinha muito lugar pra conversar somente pra fuder. Fui atrás dele como uma puta no cio. Ele me levou pros fundos do bar onde tinha bastante mato e coisa jogada. 


Assim que chegamos lá ele me prensou na parede e começou a me beijar. Aquelas mãos cheias de calo de tanto pegar bloco ficava me apalpando toda. Ele quase não tirava as mãos dos meus peitos. Só parou quando resolveu suspender minha blusa e mamar nas minhas tetas. 


O jeito que ele me encoxava deixava claro que seu pau estava extremamente duro. Meu tesão só aumentava por saber disso. Aos 14 anos eu já não era mais virgem e estava louca pra sentar no pau dele. Na época ele tinha uns 23 anos. 


Ele tava ouriçado pra fuder uma ninfetinha safada como eu. Sem perder tempo ja foi enfiando sua mão na minha buceta. Começou a dedilhar meu grelinho até perceber que eu estava toda melada e soltou um sorriso malicioso. 


Me jogando em cima duma mesa suja ele tirou o resto sa minha roupa e direcionou seu pau na entrada da minha bucetinha encharcada. Sua piroca era mediana, mas bem grossinha. Só entrou fácil porque eu estava bem melada e dei umas reboladinhas enquanto ele metia. 


Queria sentir cada centímetro daquela pica entrando em mim. Ele Começou a me fuder com forca enquanto me chamava de vadia. Eu toda miudinha sendo fodida por um macho daqueles. Era um tesão absurdo. 


Cada estocada que ele dava na minha buceta as bolas dele batia com força no meu grelinho. Até que mudamos de posição e eu comecei a cavalgar no seu pau feito uma cachorra no cio.  

Ele não aguentou muito e me pediu pra eu sair de cima pra receber porra na minha boca. Como uma boa ninfeta eu só obedeci e me abaixei pra receber porra do meu macho gostoso. Depois de me lambuzar toda eu me vesti e voltei pra festa sem calcinha porque ele guardou a minha pra ficar de recordação.



buceta gostosa


By - Sheillaxv

Comentários